- Publicidade -

Falsa professora de Direito é presa em SC por estelionato

Cátia Regina Raulino, falsa professora de Direito e investigada pelo plágio de trabalhos de alunas, exercício ilegal da advocacia e estelionato, foi presta na última quarta-feira (24/03) em Balneário Camboriú (SC). A mulher encontra-se custodiada na sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Florianópolis, onde aguarda  transferência para a capital da Bahia.

- Publicidade -

Falsa professora de Direito

A investigada alegava ser formada em Direito, com mestrado, doutorado e pós-doutorado, e começou a ser investigada após denúncias de suas alunas, em uma faculdade particular em Salvador, por terem escrito artigos que foram supostamente plagiados por Cátia. 

Ela chegou a apresentar alguns documentos na tentativa de comprovar sua formação, mas Antônio Carlos Magalhães, delegado titular da delegacia da Boca do Rio (9ª DT), apurou que nenhum dos diplomas era compatível com os títulos que Cátia alegava possuir. Além disso, todas as universidades negaram que ela concluiu as graduações apresentadas pela autuada.

A mulher atuava como coordenadora e professora de algumas faculdades particulares de Salvador (BA). A Universidade Federal da Bahia (UFBA) precisou refazer duas bancas de mestrado em que Cátia participou.

- Publicidade -

Com as denúncias, a Justiça expediu mandado de prisão, a pedido da 9ª Delegacia Territorial da Boca do Rio (9ª DT/Boca do Rio), no entanto, ao tentar dar cumprimento ao mandado, descobriu-se que a mulher havia fugido para o estado de Santa Catarina. Disse o delegado:

Nas investigações, entramos em contato com a Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública de Santa Catarina, onde ela foi localizada e o mandado de prisão cumprido.

Com a conclusão das investigações, o Ministério Público ofereceu denúncia contra Cátia pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público e falsidade ideológica, tendo sido recebida em janeiro de 2021.

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais

Leia mais:

- Publicidade -

Entenda como identificar uma prisão ilegal e como agir diante disso


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais