- Publicidade -

Família é suspeita de fraudar 18 contas para receber auxílio emergência

- Publicidade -

Uma família de Coronel Fabriciano, Minas Gerais, foi alvo de uma operação da Polícia Federal na última sexta-feira (8), que visava a combater fraudes ao auxílio emergencial. A fraude poderá ser enquadrada como estelionato e falsidade ideológica.

- Publicidade -

A operação faz parte do conjunto de estratégias articuladas pela Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, Caixa Econômica Federal, Receita Federal, Controladoria-Geral da União, e o Tribunal de Contas da União (TCU) que visam ao combate das fraudes ao auxílio emergencial, bem como à desarticulação de organizações criminosas que atuam cometendo os delitos em questão.

Segundo as investigações, quatro suspeitos da mesma família teriam fraudado um total de 18 contas com o fim de fazerem jus ao benefício do auxílio emergencial.

De acordo com os órgãos investigativos, a Polícia Federal cumpriu quatro mandados de busca e apreensão na região de Minas Gerias. Além disso, a justiça mineira determinou o bloqueio de valores e veículos dos suspeitos em questão.

- Publicidade -

O fato continua sendo apurado pelas autoridades, bem como o cometimento de demais fraudes ao auxílio emergencial.

Leia também

STJ: medidas protetivas da Lei 11.340 se aplicam a mulheres trans


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

 

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Homem mata esposa por ter se negado a servir cerveja Prima de Daniella Perez encontra Paula Thomaz em shopping Raul Gazolla manda recado para marido de Paula Tomaz Bolsonaro e Michelle visitam igreja em que Guilherme de Pádua é pastor Esposa de Guilherme de Pádua comenta sobre série da HBO Max