- Publicidade -

Famosos se revoltam com mensagem de Guilherme de Pádua; veja o vídeo

- Publicidade -

Guilherme de Pádua publicou um vídeo com pedido de perdão, no dia 02 de agosto, pelo assassinato da jovem Daniella Perez nos anos 90. Nas redes sociais, famosos como Gi Lancellotti, Galisteu, Massafera reagiram negativamente ao vídeo gravado pelo ex-ator.

- Publicidade -

“Psicopata”, escreveram Grazi Massafera e Giovanna Lancellotti, nos comentários de uma página do Instagram, que respostou o vídeo. A bailarina Brunna Gonçalves também expressou sua indignação. “Perdão meu c*. Seu infeliz”, escreveu em outra página. Para a apresentadora Adriane Galisteu, Guilherme sequer deveria estar em liberdade. “Não tinha que sair nunca da cadeia”.

YouTube Guilherme de Padua Reproducao
Guilherme de Pádua. Imagem: Reprodução Youtube

O assunto voltou à tona após o lançamento da série documental, produzida por Tatiana Issa e Guto Barra, “Pacto Brutal” na HBO MAX.

- Publicidade -

Pedido de perdão feito por Guilherme de Pádua

Guilherme publicou um vídeo em seu canal do YouTube, mandando recado para Glória Perez, mãe de Daniella e Raul Gazolla, marido de Daniella na época em que foi assassinada.

“Sempre disse que o meu maior sonho era poder pedir perdão”.

O ex-ator, que agora é pastor, explicou que muitas pessoas duvidam que ele realmente pudesse ter se arrependido de ter cometido o crime

“Mas talvez eu nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão. Por isso, Glória Perez, eu te peço perdão, por todo sofrimento que eu te causei. Eu jamais esqueci daquele encontro na carceragem. Nunca esqueci”, pontuou.

- Publicidade -

Para Raul Gazolla, Guilherme mandou a seguinte mensagem:

“Eu te peço perdão. Eu nunca esqueci do dia que eu fui chamado na delegacia, você estava lá e se arrastou até a mim. Me abraçou chorando. E ali eu vi que eu era a pior pessoa do mundo”.

Pádua ainda refere que não desejava que o pedido de desculpas fosse feito em vídeo e que em diversos momentos ensaiou contatar advogados das partes envolvidas para que intermediasse um encontro entre ele e a mãe da vítima.

Solto em 14 de outubro de 1999, após ficar preso por 6 anos e 9 meses pelo assassinato, Pádua se tornou pastor na Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, e criou um canal religioso no Youtube.

- Publicidade -

Ele não foi entrevistado para a produção da HBO Max. Antes mesmo que alguém questionasse a opção, Glória Perez e os diretores afirmaram que a versão dele do caso está nos autos do processo e que falar com ele seria dar palco para o psicopata, segundo relatos de Glória. 

Documentário “Pacto Brutal”

Este ano, a HBO MAX lançou um documentário produzido por Tatiana Issa e Guto Barra mostrando os dolorosos relatos da mãe de Daniella, Glória Perez. A produção explica como Guilherme e Paula Thomaz mataram a jovem atriz, e os motivos que os fizeram cometer o crime brutal.

A série documental conta com relatos de outros artistas globais que contracenavam com Daniella, como Claudia Raie e Fabio Assunção e Alexandre Frota, além de exibir fotos chocantes do corpo de Daniella. Confira aqui.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Homem mata esposa por ter se negado a servir cerveja Prima de Daniella Perez encontra Paula Thomaz em shopping Raul Gazolla manda recado para marido de Paula Tomaz Bolsonaro e Michelle visitam igreja em que Guilherme de Pádua é pastor Esposa de Guilherme de Pádua comenta sobre série da HBO Max