Noticias

Grupo de parlamentares decide denunciar Flavio Dino ao Tribunal de Haia por ‘crime de guerra’

Ministro da Justiça, Flávio Dino, enfrentará acusações de crimes de guerra no Tribunal Penal Internacional

O atual Ministro da Justiça, Flávio Dino, uma figura-chave no governo Lula, enfrentará acusações por crimes de guerra no Tribunal Penal Internacional, em Haia, Holanda. A acusação foi levada a cabo por um grupo de parlamentares da oposição em virtude do seu consentimento à prisão ilegal de 1.300 pessoas, após um tumulto em prédios governamentais, ocorrido em Brasília no dia 8 de janeiro.

Além de Dino, o ex-presidente Lula e o general Gustavo Henrique Dutra de Menezes, ex-chefe do Comando Militar do Planalto, também serão acusados pelo mesmo crime. A acusação tornou-se conhecida durante um deslocamento de deputados e senadores à Holanda e a outros países da Europa.

Dino
Imagem: Blogs

Leia Mais:

Flávio Dino diz que PF vai apurar possíveis crimes cometidos pela Lava Jato

Policial ferida por Roberto Jefferson abre o jogo; laudos que revelam a brutalidade da ação

Quais as evidências contra Flávio Dino?

Esta grave acusação foi inicialmente revelada pelo senador Jorge Seif (PL-SC) durante sua participação no programa Raio X da Política, apresentado pela jornalista Berenice Leite. Seif, junto a um grupo de membros da oposição do governo, terá uma reunião com os ministros do Superior Tribunal de Justiça com o intuito de levar adiante as acusações de crime de responsabilidade e prevaricação contra Dino, especificamente ligadas à possível eliminação de imagens do Ministério da Justiça após três episódios de adiamento da entrega do material solicitado pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do dia 8.

Conforme relato do próprio Seif: “Você é ministro da Justiça do Brasil. Acontece um fato como o do dia 8 de janeiro e você não preserva as imagens? Você não faz backup dessas imagens? Por que apareceram imagens de quatro câmeras se há quase 200 no prédio? Cadê as imagens que a Polícia Federal entregou ao STF?”, questiona o senador.

A influência de Lula na situação

Todavia, Dino não é o único que enfrenta acusações. Segundo Seif, o ex-presidente Lula teria ordenado ilegalmente a prisão das pessoas após falsas promessas de que poderiam voltar para casa. Lula não dispunha de nenhuma lei que o respaldasse legalmente para fazer tal ordenança. O senador considerou tal ação como um crime de guerra e uma traição: “Como Lula manda prender, o general prende e Flávio Dino consente?”

Fonte: Jornal Cidade Online

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo