Noticias

Dois helicópteros da polícia são fuzilados em megaoperação contra o tráfico no RJ

Megaoperação das forças de segurança do Rio de Janeiro aperta o cerco contra Comando Vermelho

Nesta segunda-feira (9 de janeiro de 2023), mais de mil homens das forças de segurança do Rio de Janeiro iniciaram uma megaoperação contra comunidades controladas pelo Comando Vermelho (CV). A facção de traficantes de drogas é considerada responsável pela recente morte de três médicos em um quiosque na Barra da Tijuca.

A operação policial ocorre tanto por terra quanto pelo ar, visando comunidades no complexo da Maré e na Vila Cruzeiro, na zona norte, bem como na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio. Importante notar que nas áreas em questão, somente as áreas sob comando do CV são foco da operação, com áreas controladas pelas milícias ou pelo Terceiro Comando Puro (TCP) não sendo contempladas neste momento.

operação
Imagem: Estadão Expresso

Leia mais:

Agora é oficial: Gabinete de Segurança de Israel declara estado de guerra contra o Hamas

Como explicar o fascínio do público pelos crimes reais?

O que é o objetivo desta megaoperação policial?

Fontes ligadas à investigação informaram que a estratégia desta megaoperação seria prender os líderes do CV que teriam ordenado a execução de quatro traficantes, encontrados mortos dentro de carros na última quinta-feira. Acredita-se que estes homens tenham sido executados por um tribunal de justiça paralelo mantido pelo CV, após terem matado erroneamente três médicos ao tentar mirar em um miliciano rival.

Quais foram os principais desdobramentos até agora?

Apesar da operação ainda estar em curso, já se têm indícios de intensos tiroteios em todas as comunidades onde ocorrem incursões. Ademais, dois helicópteros das forças de segurança, um da Polícia Militar e outro da Polícia Civil, foram atingidos por disparos de fuzil e precisaram fazer pousos de emergência. Felizmente, até o momento, não há notícias de feridos nestes incidentes.

Quais descobertas foram feitas durante a operação?

Durante uma das incursões no Complexo da Maré, a polícia descobriu um laboratório clandestino de refino de drogas e produção de explosivos. O desmantelamento desse tipo de estrutura é de suma importância para desarticular a cadeia de produção do tráfico e compreender melhor sua dinâmica operacional. É esperado que a continuidade desta operação traga ainda mais resultados na luta contra o tráfico de drogas na cidade do Rio de Janeiro.

Fonte: Metrópoles

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo