- Publicidade -

Homem apaixonado por sua antiga psicóloga foi preso por persegui-la

- Publicidade -

Homem que iniciou tratamento psicológico em 2020, se apaixonou por sua psicóloga, foi abordado pela polícia no consultório dela e está sendo acusado de persegui-la (stalking) e intimidá-la.

- Publicidade -

No final de 2020, o acusado deu início a um tratamento de saúde e, após algum tempo, se declarou para a psicóloga, que respondeu ao homem que o sentimento não era recíproco. A terapeuta encerrou as consultas e encaminhou o paciente para outro psicólogo.

Mesmo com o tratamento finalizado, o paciente ainda tentou contato com sua antiga psicóloga por meio de mensagens, cartas e ligações, chegando até a criar um perfil fake na Internet para não ser identificado por ela.

Várias cartas com declarações afetivas foram deixadas no consultório da psicóloga pelo homem que também ia presencialmente ao local. Um dos bilhetes dizia: “O maior fracassado não é aquele que fracassa a primeira vez, e sim aquele que não tenta a segunda”.

Em setembro deste ano, o homem compareceu à clínica da vítima para deixar mais uma carta quando foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Distrito Federal que já o aguardava.

- Publicidade -

- Publicidade -

O paciente foi autuado pelo Crime de Perseguição, previsto no artigo 147-A, do Código Penal, com pena de seis meses a dois anos de reclusão, e multa.

Leia também

Corpo de blogueira americana é encontrado e polícia procura o noivo

Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

- Publicidade -

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais