• 28 de setembro de 2020

Homem investigado por planejar homicídio de delegado será mantido em presídio federal

 Homem investigado por planejar homicídio de delegado será mantido em presídio federal

Homem investigado por planejar homicídio de delegado será mantido em presídio federal

​O ministro João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou pedido liminar de concessão de prisão domiciliar a um pecuarista preso preventivamente por suposta participação em organização criminosa em Mato Grosso do Sul (MS).

O homem havia sido transferido para o Presídio Federal de Campo Grande por indícios de que teria planejado, com outras pessoas, o homicídio do delegado responsável pelas investigações.

Na decisão de prisão preventiva, o magistrado entendeu ser necessária a aplicação da medida cautelar para a preservação da ordem pública, considerando as evidências da prática habitual de homicídios pela organização criminosa, que realizaria as execuções – inclusive com métodos cruéis.

O pecuarista foi inicialmente custodiado em presídio estadual de Mato Grosso do Sul. Contudo, após investigações que apontaram que o grupo criminoso planejava um atentado contra a vida do delegado que conduzia o inquérito policial, o pecuarista foi transferido para o presídio federal em Campo Grande, em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

A defesa impetrou habeas corpus para fixação de prisão domiciliar, mas o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) manteve a prisão preventiva.

Clique AQUI para saber mais.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.