Noticias

Jogo do ‘tigrinho’ e ‘aviãozinho’: Entenda por que jogos de azar são crimes no Brasil

Influenciadores digitais e o jogo do tigrinho

Recentemente, houve controvérsias relacionadas a influenciadores digitais envolvidos em atividades de jogos de azar considerados ilegais no Brasil, notadamente o “Fortune Tiger” ou popularmente conhecido como “Jogo do Tigrinho”, e o “Jogo do Aviãozinho” da Blaze.

Resposta enérgica da Polícia Civil

Em resposta a essas práticas ilícitas, a Polícia Civil intensificou suas investigações e já efetuou prisões em diversas cidades do Brasil.

Leia Mais:

Facções, mega-assaltos e tráfico internacional de drogas: veja os criminosos mais procurados do país

Marcelinho Carioca diz que foi sequestrado e colocado em cárcere privado por sair com mulher casada

A popularização dos jogos de azar e suas implicações

jogo do tigre/ jogo do tigrinho
Imagem: reprodução

Os jogos de azar ganham popularidade devido à aparente facilidade de obtenção de lucros, apesar de serem considerados ilegais no país. Essa atividade é classificada como contravenção penal, ao explorar a sorte dos jogadores para aplicar golpes.

Desafios na regulação online

A falta de regulamentação por casas de apostas permite que o “Jogo do Tigrinho” prolifere em várias plataformas online, muitas vezes camuflado como um “cassino online”. Adicionalmente, a divulgação massiva feita por influenciadores contribui para sua disseminação.

Projeto de Lei 3915/2023: Restrições aos influenciadores

Diante desse cenário, o Projeto de Lei 3915/2023 propõe a proibição da divulgação, promoção ou endosso de empresas de apostas, cassinos e jogos de azar por parte de influenciadores digitais e artistas.

Diversificação dos jogos e problemas reportados pelos usuários

Além do “Jogo do Tigrinho”, outros jogos online como CXXBet, Blaze, Deusapg, MundoJogo, YYtbet, Spaceman/Aviator/JetX e Mines chamam a atenção dos apostadores. 

Os usuários relatam problemas, principalmente falhas sistêmicas aparentemente projetadas para assegurar que o jogador saia sempre perdendo, conforme registrado no site Reclame Aqui.

O caso do Senado e o “Bets”

Em 12 de dezembro, o Senado aprovou um projeto de lei visando regulamentar o mercado de apostas esportivas, conhecido como “bets”. Contudo, o projeto excluiu os jogos de azar, incluindo o “Jogo do Tigrinho”.

Persistência das campanhas de marketing

Apesar dos relatos significativos de prejuízos e do debate legislativo em andamento, as campanhas de marketing digital para esses jogos de azar continuam prometendo fortuna fácil de forma rápida.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo