NoticiasDireito Penal

Jovem é morto a tiros após primo atropelar cachorro; entenda o caso

O suspeito se entregou voluntariamente à polícia, na terça-feira, 22 de agosto

Na terça-feira, 22 de agosto, foi detido o ex-policial penal sob suspeita de estar envolvido na morte de Gabriel Ângelo Oliveira Araújo, um jovem de 26 anos. O incidente ocorreu em 6 de agosto, em Ribeirão das Neves, uma cidade na região metropolitana de Belo Horizonte. A prisão temporária foi ordenada pelo Juízo da 1ª Vara Criminal e pelo Tribunal do Júri da Comarca de Ribeirão das Neves. O suspeito se entregou voluntariamente à polícia. Uma audiência de custódia foi marcada para hoje, 23 de agosto, às 17h30, onde o juiz determinará se a prisão em flagrante será convertida em prisão preventiva ou se o criminoso será libertado.

canalcienciascriminais.com.br jovem e morto a tiros apos primo atropelar cachorro entenda o caso jovem
Fonte: G1 – Globo

Leia mais:

PF se aproxima de Bolsonaro: mensagens em celular provariam que ex-presidente sabia da venda de joias

Larissa Manoela pode ser vítima de violência patrimonial? Entenda o que configura a prática

O homicídio do jovem ocorreu no bairro São Pedro, em Ribeirão das Neves. Ele estava no carro com seu primo, que estava dirigindo, e sua tia. Ao pararem na casa da família, a tia entrou para usar o banheiro e, durante esse intervalo, ouviram tiros e gritos. Quando ela saiu, encontrou Gabriel ferido. Seu primo o levou para o Hospital São Judas Tadeu, onde ele foi internado com vida, porém acabou falecendo posteriormente. Segundo o relato do primo do jovem à polícia, os dois estavam dentro de um veículo Volkswagen Fox quando foram vistos por um indivíduo em uma motocicleta branca.

Dias depois do crime, a polícia conseguiu identificar o suspeito de matar o jovem

O suspeito questionou o primo de Gabriel sobre o atropelamento de um cachorro, após ele sacou uma arma e atirou contra os dois. Gabriel foi levado ao Hospital São Judas Tadeu, mas infelizmente não sobreviveu. Seu primo, por outro lado, não foi atingido.

O primo explicou aos agentes que ele estava dirigindo e acidentalmente atropelou um cachorro que entrou abruptamente na frente do carro, e ele não teve tempo de evitar a colisão. Não há informações disponíveis sobre o destino do animal. Dias depois do assassinato do jovem, a polícia conseguiu identificar o suspeito, que é ex-policial penal. Ele já havia servido nessa função tanto em Minas Gerais quanto em São Paulo.

canalcienciascriminais.com.br jovem e morto a tiros apos primo atropelar cachorro entenda o caso jovem 1
Fonte: Revista Oeste

Conforme informações da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o suspeito atuou como agente de segurança contratado em Minas, prestando serviço de dezembro de 2010 a janeiro de 2015. Em São Paulo, ele trabalhou na Penitenciária Feminina de Guariba como policial penal, de agosto de 2022 até 25 de julho do ano seguinte, quando se desligou. A reportagem entrou em contato com a Sejusp e a Polícia Civil para obter mais informações sobre a prisão do suspeito e aguarda retorno.

Fonte: O TEMPO

Daniele Kopp

Daniele Kopp é formada em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) e Pós-graduada em Direito e Processo Penal pela mesma Universidade. Seu interesse e gosto pelo Direito Criminal vem desde o ingresso no curso de Direito. Por essa razão se especializou na área, através da Pós-Graduação e pesquisas na área das condenações pela Corte Interamericana de Direitos Humanos ao Sistema Carcerário Brasileiro, frente aos Direitos Humanos dos condenados. Atua como servidora na Defensoria Pública do RS.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo