• 30 de setembro de 2020

Jovem norte-americana cria ferramenta para evitar o cyberbullying

 Jovem norte-americana cria ferramenta para evitar o cyberbullying

Por Redação

Uma norte-americana de 14 anos de idade desenvolveu recentemente um projeto com potencial para evitar a prática de cyberbullying, o bullying praticado por meio da Internet. O software, intitulado Rethink (Repense), é um dos 15 projetos finalistas da Feira de Ciências do Google, cujos vencedores serão anunciados em setembro de 2015.

A autora da iniciativa, Trisha Prabh, afirma que o Rethink funciona como um “anjinho bom” que sussurra nos ouvidos dos jovens que publicar aquela mensagem pode não ser boa ideia. Amparado em estudos sobre a parte do cérebro que controla a tomada de decisões e auxilia a pensar antes de agir, o protótipo criado pela jovem filtra o conteúdo das mensagens de redes sociais e alerta os usuários antes que eles republiquem as mensagens:

“Essa mensagem pode ser ofensiva para os outros. Você gostaria de parar, revisar e repensar antes de postar?” (Pergunta realizada pelo software)

Em testes realizados na escola de Trisha, com mais de 300 alunos, 93% desistiram de postar as mensagens quando receberam o alerta para repensar. Para a autora, os mecanismos atualmente existentes para impedir o bullying cibernético são ineficientes porque bloqueiam o conteúdo após ele ter sido postado, e não antes, decorrendo daí a importância de aprimorar o projeto, como forma de enfrentar a grave prática do cyberbullyng.

Conheça mais sobre o projeto, clicando aqui.

Fonte: BBC

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.