- Publicidade -

Juiz do PR se declara suspeito e chama promotor do caso de “defensor de criminosos”

- Publicidade -

Juiz do PR se declara suspeito e chama promotor do caso de “defensor de criminosos”

- Publicidade -

Um magistrado declarou-se suspeito de julgar um caso criminal após saber que nele figuraria, como acusador, determinado promotor de Justiça. O caso ocorreu no Paraná, tendo como protagonistas o juiz José Daniel Toaldo, da 9ª Vara Criminal de Curitiba, e o promotor Jackson Zilio.

Na decisão, o magistrado referiu que o promotor “se porta como defensor de criminosos, ao arrepio das tão altas funções do Ministério Público”. O juiz ainda se mostrou irritado com o fato de ter o promotor se juntado à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em junho em ato de desagravo público. Nas palavras do juiz Todoaldo,

como última “pérola”, tal cidadão se aliou à oab com o fim de praticar o odioso “desagravo público”, situação que se presta unicamente a atender interesses mesquinhos dos piores profissionais da área. A situação ocorreu no último dia 28 de junho, sendo possível vê-lo em fotografias da bufonaria promovida pelo órgão de classe (basta uma busca na rede mundial de computadores).

- Publicidade -

Confira a decisão do juiz do PR

Clique AQUI para ler a decisão.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Prima de Daniella Perez encontra Paula Thomaz em shopping Raul Gazolla manda recado para marido de Paula Tomaz Bolsonaro e Michelle visitam igreja em que Guilherme de Pádua é pastor Esposa de Guilherme de Pádua comenta sobre série da HBO Max O atirador de Realengo