Mais de 30% dos presos soltos durante a pandemia praticaram novo crime

Mais de 30% dos presos soltos durante a pandemia praticaram novo crime, de acordo com levantamento realizado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) e pelo Departamento Penitenciário (DEPEN).

- Publicidade -

Soltos durante a pandemia praticam novos crimes

Segundo apurado, no período de 16 de março a 31 de dezembro de 2020, 33,65% dos presos que foram soltos tornaram a praticar crimes.

No total, foram soltos 12.385 pessoas (liberdade com base na Portaria 19/20 do TJ/MG e do Executivo local), sendo que identificaram a participação de 4.167 daqueles que foram liberados na prática de 11.082 ocorrências policiais.

A existência de mais ocorrências do que de envolvidos se justifica pelo fato de que mais de 50% dos indivíduos se envolveram em mais de uma ocorrência, ou seja, 55,54% daqueles que foram soltos voltaram a praticar novos crimes.

- Publicidade -

Dentre os crimes praticados, a maior parte é de tráfico de drogas, totalizando 845 ocorrências; seguido de furto, com 791; roubo (396); lesão corporal (331) e homicídios (200).

Todos esses dados foram disponibilizados aos promotores com atuação em varas criminais e de execução penal, de modo a possibilitar que realizem eventuais pedidos de prisão, revogando, assim, a liberdade concedida ou a prisão domiciliar.

Leia mais:

Entrevista reservada entre advogado e cliente é gravada e para nos autos


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

- Publicidade -

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais