Noticias

Ex-marido excluído do testamento é acusado de assassinar famoso galerista Brent Sikkema

Americano Brent Sikkema, galerista assassinado, excluiu acusado do crime de seu testamento, relata Fantástico

O conhecido galerista americano Brent Sikkema, de 75 anos, que foi brutalmente assassinado no dia 15 de janeiro em sua residência no Jardim Botânico, Rio de Janeiro, de acordo com o que foi revelado pelo Fantástico e confirmado pelo Estadão, excluiu de seu testamento seu ex-esposo, o cubano-americano Daniel Garcia Carrera. Daniel é atualmente o acusado principal de ser o mandante do crime.

Revelado o suposto mandante do crime do galerista Brent Sikkema
Imagem: Reprodução/Metrópoles

 

Leia mais:

Grupo Revelação é assaltado em Salvador e um dos músicos leva facada

4 HQs de True Crime imperdíveis para aficionados do gênero disponíveis na Amazon!

Revelações sobre o caso

Brent possuía um patrimônio considerável que incluía propriedades nos Estados Unidos, Cuba e Brasil. O cubano Alejandro Triana Prevez, que está atualmente detido, foi apontado como o assassino de Brent. Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro, Alejandro identificou Daniel como cúmplice e planejador do crime.

Detalhes sobre o testamento de Brent Sikkema

Em maio de 2022, Daniel foi oficialmente excluído do testamento de Brent. Este movimento levou Daniel a iniciar uma ação de divórcio contra Brent na Corte Suprema do Condado de Nova York. O processo está atualmente sob segredo de justiça, mas o Estadão conseguiu acessar a movimentação. Após a separação dos dois em janeiro de 2022, Brent alterou seu testamento, transferindo todo o seu patrimônio que antes estava em nome de Daniel, para o seu filho menor de idade.

Inventário dos bens de Brent Sikkema

De acordo com Simone Silveira Nunes, a advogada responsável pelos negócios de Brent e Daniel no Brasil, Brent possuía não apenas um, mas dois testamentos. Um testamento estava relacionado apenas aos bens no Brasil e o outro em Nova York. Segundo as declarações da advogada, Brent deixou em nome do filho, com algumas ressalvas, todo o patrimônio até que o mesmo atingisse a idade de 30 anos. Daniel ainda tem a guarda da criança.

Morte de Brent Sikkema e as investigações

Conforme a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro, Alejandro, que trabalhava para Brent e Daniel quando ainda residia em Cuba, foi contratado por Daniel para assassinar Brent depois de emigrar para o Brasil em 2022. Alejandro invadiu a residência de Brent e o morto com várias facadas, após garantir que Brent estava sozinho. Ainda furtou 40 mil dólares e 30 mil reais da casa antes de fugir.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo