ArtigosDireito Animal

Maus-tratos a animais em filmes

filmes

Maus-tratos a animais em filmes

Foi lançado, no mês de junho de 2018, o filme “Jurassic World: Reino Ameaçado”, onde dinossauros são ameaçados pela erupção de um vulcão. Obviamente não são animais reais, porém muitos filmes utilizaram – e ainda utilizam – animais como figurantes e até mesmo como protagonistas. Mas muitos também são os casos de maus-tratos a que foram submetidos.

Em 2017 houve grande repercussão mundial e um boicote ao filme “Quatro Vidas de um Cachorro”. O boicote foi organizado pela People for the Ethical Treatment of Animals” (PETA), organização não governamental que se dedica a defender os direitos dos animais, sob a alegação de que cães teriam sido maltratados e negligenciados durante as filmagens. A ONG divulgou, à época, o seguinte comunicado:

A PETA está convidando os amantes de cães a boicotar o filme para passar a mensagem de que cães e quaisquer outros animais devem ser tratados com humanidade, e não como peças descartáveis de filmes.

A nossa investigação sobre a empresa que comercializou os cães para o filme revelou que os animais não tiveram cuidados veterinários nem antes nem durante ou depois das gravações, foram forçados a dormir ao relento no frio, sem cama ou algo para se aquecerem, tiveram que ficar em ambientes sujos e sem banho regular e muito mais.

Ativistas afirmam que o cão aparenta estar apavorado, mas mesmo assim é forçado a entrar em um tanque com água em movimento. A Birds & Animals Unlimited, empresa especializada em fornecer animais para gravações em Hollywood, assegura que o vídeo foi editado para provocar a ira da opinião pública.

No Animal Were Harmed®”, ou, em português, “Nenhum animal foi ferido” é um certificado instituído por uma organização norte-americana chamada American Humane Association (AHA), para garantir a segurança dos animais utilizados em filmes. 

A certificação, que aparece ao final do filme de cinema ou de televisão, é concedida apenas a produções que cumprem seu rigoroso padrão de atendimento para os atores animais. A AHA foi criada em 1877 para assegurar o tratamento adequado aos animais em fazendas e afins.

Mas foi somente em 1939 que passou a monitorar também o tratamento que Hollywood dispensava aos animais. E isso só aconteceu por grande pressão pública depois que um cavalo foi obrigado a pular de uma ribanceira durante as filmagens do western “Jesse James”. O animal quebrou a coluna e morreu. O homem nada sofreu.

Eis alguns outros, entre tantos filmes e séries nos quais houve mortes, maus-tratos ou acidentes envolvendo animais:

  • No filme “Tarzan of the Apes”, 1918, um leão é esfaqueado até a morte pelo protagonista.
  • Durante as filmagens de “Ben Hur”, 1925, muitos cavalos morreram. A maioria das mortes ocorreu na filmagem da famosa cena da corrida de quadrigas.
  • Numa cena do filme “The Silent Enemy”, 1930, um leão da montanha e um urso lutam entre si. Para a produção desse confronto, os dois animais foram mantidos em jaulas durante vários dias, sem comida, e então libertados para disputar a carcaça de um veado.
  • Em “The Charge of the Light Brigade”, 1936, aproximadamente 25 cavalos morreram ou foram mutilados. Devido à brutalidade da cena de batalha, o congresso norte-americano debateu pela primeira vez a crueldade contra os animais em filmagens.
  • Durante as filmagens de “Heaven’s Gate”, 1980, quatro cavalos morreram. Um deles morreu após ter sido detonado um explosivo entre suas patas. Além disso, houve brigas de galos, decapitação de galinhas e sangria de um boi.
  • Em “Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra”, 2003, foram feitas tantas explosões em Petit Tabac, São Vicente e Granadinas, que peixes marinhos da região morreram.
  • Nas filmagens de “As Crônicas de Nárnia”, 2005, cavalos também se feriram. Em um só dia, quatorze animais precisaram ser substituídos.
  • Nas filmagens de “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada” (The Hobbit), 2012, 27 animais foram mortos. Cavalos usados nas filmagens caíram em buracos, e galinhas, ovelhas e cabras que estavam na fazenda usada para as filmagens vieram a óbito devido à má alimentação e falta de cuidados nos abrigos.
  • Na série “Luck”, produzida pela HBO, entre 2011 e 2012, o cavalo usado nas filmagens sofreu ferimentos tão graves na cabeça que foi sacrificado. Depois disso, a série foi cancelada.

Segundo a Agência de Notícias de Direitos Animais,

animais explorados para entretenimento humano, seja em filmes, eventos ou atrações, são vítimas constantes de abusos e maus-tratos. O mínimo que podemos fazer para não alimentar esse tipo de violência é não consumir ou financiar nada que advenha da exploração e do sofrimento dos animais.

Animais não pediram para participar de filmes. Nem para serem atemorizados, decapitados, explodidos, enjaulados, mutilados ou mortos devido às filmagens. Não lhes fascina o estrelato. Isso é coisa do ser humano.


REFERÊNCIAS

AMERICAN HUMANE ASSOCIATION. No Animals Were HarmedTM. [s.d.]. Disponível aqui.

______. Programs. [s.d.]. Disponível aqui.

CBSNEWS. Super dangerous films. [s.d.]. Disponível aqui.

CORRÊA, Angela. Maus-tratos aos animais se repetem em Hollywood desde os anos 1920. 2017. Disponível aqui.

EMPRESA que forneceu cachorro para filme alega manipulação. 2017. Disponível aqui. Acesso em: 9 jul. 2018.

PETA convoca boicote ao filme ‘Quatro Vidas de um Cachorro’ após vídeo de maus tratos em gravações. [s.d.]. Disponível aqui. Acesso em: 9 jul. 2018.

PIETRA, Rafaela. Maus-tratos em Hollywood: lista de filmes que exploraram e abusaram de animais. 2017. Disponível aqui.

TREINADORES denunciam morte de 27 animais em ‘O Hobbit’. 2012. Disponível aqui. Acesso em: 9 jul. 2018.

WINNER HORSE. O lado cruel do cinema: saiba quais filmes feriram e mataram animais. 2015. Disponível aqui.

Autor

Mestre em Direito Animal. Especialista em Farmacologia. Médica Veterinária.
Continue lendo
ArtigosVitimologia

Criminalização da vítima

ArtigosComissão Direito & Literatura

Morosidade no processo penal:  angústia prolongada (Parte 02)

ArtigosTribunal do Júri

Apartes no júri: fazer ou não fazer?

ArtigosTribunal do Júri

Como se preparar para o júri um dia antes

Receba novidades em seu e-mail