Noticias

Megaoperação contra o Comando Vermelho deixa 4 mortos e 5 feridos no Rio de Janeiro

Operações do RJ contra o LV têm 4 criminosos mortos, 5 feridos e um policial lesionado

Em uma grande operação contra o Comando vermelho (CV), organização criminosa que atua no Rio de Janeiro, resultou em 4 suspeitos mortos e 5 feridos. Um PM também foi atingido no braço durante o confronto que levou à prisão de um homem. Segundo informações levantadas pelo G1, a força-tarefa é voltada para a prisão dos chefes do CV responsáveis pelas recentes disputas de territórios, majoritariamente na Zona Oeste do RJ.

Um dos principais alvos é Edgar Alves de Andrade, o Doca. As localidades de maior atuação e onde ocorreram as operações foram:

canalcienciascriminais.com.br megaoperacao contra o comando vermelho deixa 4 mortos e 5 feridos no rio de janeiro operacao rj
Imagem: Reprodução

Leia mais:

Influenciador digital é preso em Fortaleza acusado por série de estupros e extorsão

Ministro brasileiro condena ofensivas israelenses na Faixa de Gaza em discurso na ONU

    • Complexo da Maré, na Zona Norte;
    • Complexo do Alemão, na Zona Norte;
    • Complexo da Penha, na Zona Norte;
    • Juramento, Juramentinho e Ipase, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte;
    • Flexal, em Inhaúma, na Zona Norte;
    • Guaporé, Tinta e Quitungo, em Brás de Pina e Cordovil, na Zona Norte;
    • Cidade de Deus, na Zona Oeste.

No início da operação, traficantes atearam fogo em barricadas para tentar conter o avanço da PM. Ainda na madrugada, houve cercos em diversas favelas, como a Rocinha, com o intuito de impedir a fuga dos criminosos.

Megaoperação contra o Comando Vermelho: mortes e confrontos

Em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, 4 criminosos que tentaram fugir morreram em confronto com militares do 21º BPM (Meriti). O grupo tinha origem no Complexo da Penha e planejava se refugiar na Comunidade Trio de Ouro. Houve troca de tiros durante a ação, levando à morte dos envolvidos. Foram apreendidos 2 fuzis calibre 7.62, 4 carregadores, 2 radiocomunicadores e 1 capa de colete balístico.

Já no Complexo da Penha, um policial foi ferido no braço e encaminhado ao Hospital Central da Polícia Militar. Outros criminosos foram feridos durante a operação na Flexal e na Nova Brasília, com a apreensão de armas, como fuzis e pistolas.

Além disso, em outra ação na Av. Brás de Pina, criminosos armados atiraram contra policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Vila Cruzeiro. Os bandidos conseguiram escapar, mas deixaram para trás 31 tabletes de maconha prensada e uma pistola.

As operações visam inibir a ação de facções criminosas no Rio de Janeiro e garantir a segurança da população. No entanto, confrontos com as forças de segurança são frequentes e apresentam riscos para os oficiais e para a comunidade. Por isso, é necessário manter a atenção e seguir as orientações das autoridades competentes.

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo