Noticias

MP/PR denuncia mulher por maus-tratos a 300 animais

O Ministério Público do estado do Paraná (MP/PR) apresentou uma denúncia acusando uma mulher do crime de maus-tratos contra aproximadamente 300 animais. A peça ministerial foi recebida pela justiça na última segunda-feira (30).

Mulher é acusada de maus-tratos contra 300 animais

Segundo o Ministério Público, a acusada mantinha os animais em condições insalubres de higiene e de alimentação, e mesmo sabendo da condição deles, recusou ajuda de órgãos públicos e organizações privadas que pretendiam realizar ação de adoção dos animais ou ainda levá-los para locais onde teriam melhores condições.

Em trecho da acusação, o órgão ministerial ressalta:

“A denunciada mantinha os animais em situação deplorável de higiene, saúde e alimentação há tempo considerável e, em continuidade delitiva, promovia o recolhimento de novos animais, mesmo ciente da situação precária em que os mantinha, bem como recusou, por diversas vezes, o auxílio de órgãos públicos e entidades da sociedade civil para realizar a doação dos animais ou levá-los para outros locais.”

A denúncia foi baseada em vistorias e laudos elaborados por zootecnistas e médicos veterinários da Secretaria Municipal do Meio Ambiente que relataram que os animais, entre gatos e cachorros, estavam demasiadamente magros, alguns em estado de caquexia (perda de tecido adiposo e músculo ósseo). Além disso, foi constatado que eles viviam em meio a fezes e sujeira, de modo que o local exalava forte odor, descrito pelos policiais como “ar incapaz de ser respirado”.

Os especialistas constataram ainda que a comida dos animais era jogada no chão, misturada com as fezes, e a água fornecida a eles era suja. Além disso, os animais encontravam-se em espaços tão pequenos que mal conseguiam se locomover.

A ré em questão já havia sido alvo de outro processo ajuizado pela Promotoria de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente, em que ela ficou proibida de receber e abrigar mais animais, bem como promover a sua realocação.

Nesse novo processo, o MP/PR pede a condenação da ré pelo crime de maus-tratos, na modalidade do crime continuado, bem como ao pagamento de multa e proibição da guarda dos animais

Processo: 0000194-70.2023.8.16.0196

Fonte: Migalhas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo