- Publicidade -

MPF pede absolvição de Lula no processo da operação “zelotes”

- Publicidade -

Não encontrando indícios de que o Partido dos Trabalhadores (PT) teria, efetivamente, recebido contrapartidas ilegais para favorecer empresas do ramo automotivo, o Ministério Público Federal (MPF) pediu a absolvição de Lula, do ex-chefe de gabinete Gilberto Carvalho e de outros quatro denunciados no bojo da operação “zelotes”.

- Publicidade -

MPF pediu a absolvição de Lula

Conforme consta da denúncia, o ex-presidente havia aceitado uma promessa feita por lobistas do ramo automotivo, segundo a qual receberia o valor de R$ 6 milhões através de doação não declarada à campanha eleitoral do PT, em troca de favorecimentos ao setor na edição da Medida Provisória 471/2009.

No entanto, apesar de o procurador da República Frederico Paiva ter sinalizado a existência de muitas provas que apontam edições da MP suspeitas, não se confirmou que os denunciados teriam sido os reais beneficiários dos repasses.

O processo tramita na 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal e, conforme consta no conjunto probatório, cerca de R$ 30 milhões de reais teriam sido repassados pela empresa Mitsubishi.

- Publicidade -

No mesmo sentido, o repasse provavelmente teria ocorrido em transação por dinheiro vivo, evitando assim o alcance de eventuais registros bancários. Mas, apenas pelo fato de Gilberto Carvalho ter se reunido com um dos lobistas, não se pode presumir que existem fortes indícios dos crimes de corrupção, tampouco a existência de recebimento de vantagens indevidas.

Diante do posicionamento do MPF, a defesa de Gilberto se manifestou:

- Publicidade -

A manifestação do Ministério Público vai na linha dos argumentos apresentados desde o início pela defesa: não houve crime, não houve qualquer ilegalidade. E o Ministério Público, como fiscal da lei, cumpriu o seu papel requerendo a absolvição.

Processo: 1018986-72.2018.4.01.3400

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais

- Publicidade -

Leia mais:

Entenda como identificar uma prisão ilegal e como agir diante disso


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais