- Publicidade -

Mulher é presa por stalking por perseguir vizinhos há 14 anos

- Publicidade -

Uma mulher de 55 anos foi presa por stalking no Distrito Federal, pois, segundo as investigações, é suspeita de perseguir vizinhos por um período de 14 anos, ofendendo e perturbando constantemente as vítimas.

- Publicidade -

Presa por stalking

Além dos xingamentos, a investigada jogava objetos na piscina das vítimas, como fezes, papel higiênico, areia e absorventes, por exemplo.

De acordo com as investigações as ofensas e perseguições tiveram início a partir do momento em que as vítimas construíram uma residência ao lado da casa da investigada, oportunidade em que os crimes começaram a ser praticados.

O delegado responsável pelo caso afirmou que as agressões verbais eram constantes:

- Publicidade -

As ofensas e as perturbações passaram a ser constantes, ocasião em que a autora chamava o homem do casal de ‘viado’, gigolô, vagabundo, entre outros impropérios.

Ainda segundo a autoridade policial:

Em outra ocasião, as vítimas acordaram novamente com os xingamentos da autora e, ao saírem no quintal, verificaram que ela havia jogado diversas coisas dentro da piscina.

- Publicidade -

Conforme se depreende das informações, a investigada, em outras situações, subia em uma escada no muro que divide as propriedades e ofendia o casal, chegando a dizer que o vizinho era “um preto de alma preta”.

A prisão foi realizada na última segunda-feira (5), fruto da operação denominada “Mau Vizinho 2”, recaindo sobre a investigada a prática dos crimes de stalking e injúria racial.

- Publicidade -

Importante destacar que o crime de stalking foi recentemente inserido no Código Penal, estando no artigo 147-A, CP, e tipifica a conduta de

Perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade.

Leia mais:

Saiba como aumentar a chance de revogar uma prisão


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

- Publicidade -

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais