Noticias

Mulher esfaqueia criança de 3 anos que passeava com os pais

mulher esfaqueia criança

Mulher esfaqueia criança de 3 anos que passeava com os pais

Uma mulher atacou com golpes de faca um menino de três anos que passeava com seus pais na Geórgia, nos Estados Unidos. Além de atacar o menino, que ficou ferido no rosto, a mulher também tentou atacar a irmã da criança, que também estava junto no passeio com seus pais.

Sem motivo aparente, a mulher que posteriormente foi identificada pela polícia, de 51 anos de idade, se aproxima da criança e desfere golpes de faca, lesionando o rosto e o nariz da criança.

Mulher esfaqueia criança de 3 anos

A mãe do menino o protege, aparentemente sem entender exatamente o que acontecia.

Nesse momento, a mulher tenta novamente ir em direção ao menino mas, sem êxito, tenta agredir a irmã da criança, que foi protegida pelo pai e não sofreu agressão.

Segundo informações, o pai da criança consegue tirar a faca da mulher, que claramente carregava outra na bolsa.

De acordo com os pais, a mulher era uma desconhecida do casal, inexistindo motivos para a agressão.

O menino foi levado ao hospital, local em que passou por uma cirurgia, uma vez que os golpes deixaram a criança de três anos com cortes no rosto, bochechas e nariz.

A mulher já foi localizada e presa, estando sob custódia até o momento e aguardando julgamento que pode lhe condenar a 10 anos de prisão. 

Veja o vídeo

Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Autor

Redator do Canal Ciências Criminais
Continue lendo
LegislaçãoNoticias

Projeto de lei agrava pena de quem comete crime com emprego de máscara

Noticias

Lançamento: Curso Online Direito Penal Avançado, com Salah H. Khaled Jr.

JurisprudênciaNoticias

STJ: suspensão condicional do processo não é direito subjetivo do acusado

JurisprudênciaNoticias

STJ: o pagamento integral do débito tributário, a qualquer tempo, é causa extintiva de punibilidade

Receba novidades em seu e-mail