Noticias

Mulher é presa por raptar filha que vivia em família acolhedora; entenda o caso

Ágatha Saraiva, de três anos, que estava desaparecida desde 11 de janeiro em Cascavel, no oeste do Paraná, foi localizada na noite de terça-feira (30) em Minas Gerais após investigações de “alta complexidade”, conforme informou a Polícia Civil.

De acordo com as autoridades, no dia do desaparecimento, a criança estava brincando em frente à casa onde estava com a família adotiva quando um veículo se aproximou e o motorista conversou com a menina. Em seguida, Ágatha entrou no carro.

	Mulher é presa por raptar filha que vivia em família acolhedora; entenda o caso
Imagem: Reprodução/RIC

Leia mais:

Suspeito de homicídio e sua advogada são executados após saírem de delegacia

Advogado pede prisão de prefeito e secretário de saúde após município negar atendimento a paciente

Após uma investigação intensiva, a polícia conseguiu identificar a localização da menina em Governador Valadares, em Minas Gerais, e solicitou a colaboração da Polícia Civil do estado. Ágatha passou por exames e encontra-se bem.

No local onde a menina foi encontrada estavam sua mãe biológica, Emily Santos Saraiva, de 18 anos, o namorado de Emily, Maicon Henrique Paco, de 30 anos, e Juliva Pereira de Souza, de 42 anos, que é parente de Emily e havia acolhido o casal.

A mãe biológica e o namorado, que estavam sendo procurados pela Justiça por suspeita de sequestro de Ágatha, foram detidos. Juliva Pereira de Souza também foi preso em flagrante por favorecimento pessoal, acusado de ajudar o casal a se esconder.

A defesa de Emily e Maicon afirmou que estava em negociações para que a criança fosse devolvida de forma voluntária, mas não houve tempo, e eles foram localizados.

A polícia informou que, inicialmente, a mãe biológica e o namorado responderão por sequestro, mas outros crimes podem ser configurados dependendo das evidências que surgirem no decorrer do processo após as prisões e a localização da criança. Emily e Maicon estavam em negociações para ficarem novamente com a gaurda de Ágatha.

Rapto da filha

O desaparecimento ocorreu enquanto Ágatha brincava em frente à casa da família acolhedora, momento em que um veículo se aproximou, o motorista conversou com a menina e ela entrou no carro. O automóvel pertence ao pai do atual companheiro da mãe biológica de Ágatha, e foi localizado na propriedade da família. Com a apreensão do veículo, a Justiça determinou a prisão de Emily Santos Saraiva e Maicon Henrique Paco.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo