- Publicidade -

Mulher que matou a amiga grávida e tirou seu bebê do útero vai à Júri

- Publicidade -

A mulher acusada de matar a própria amiga grávida com a finalidade de ficar com o seu bebê em agosto do ano passado irá a julgamento mês que vem em sessão do júri marcada pelo desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, José Adilson Bittencourt Júnior.

- Publicidade -

De acordo com informações dos autos, a mulher teria convidado a amiga grávida para um chá de bebê. No entanto, a ré a teria conduzido para uma olaria abandonada, onde a atingiu com tijolos, deixando-a inconsciente. Em seguida, a mulher teria usado um estilete para remover o bebê do útero da mãe que morreu sangrando.

No período em que premeditava a morte da “amiga”, a ré estaria fingindo estar grávida.

Em um primeiro momento, o marido da ré chegou a ser denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) também, pois a acusada teria telefonado para ele contando que estava grávida, porém, posteriormente percebeu-se que a acusação contra o homem não tinha fundamento.

A acusada está presa preventivamente e será julgada pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel, traição, para ocultar outro crime, crime de tentativa de homicídio contra o bebê, subtração de incapaz, parto suposto, fraude processual e ocultação de cadáver.

- Publicidade -

- Publicidade -

Leia também

Jovem esfaqueia sogro após esposa contar que foi abusada por ele

Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais