- Publicidade -

Mulher suspeita de tentar matar marido e filha deve sair em liberdade

- Publicidade -

Uma mulher suspeita de tentar matar a filha e o marido teve a prisão preventiva decretada na segunda-feira (27/09). A medida cautelar deve ser revogada após cooperação da mulher para conclusão do inquérito.

- Publicidade -

A filha da mulher disse à polícia que é apaixonada pelo padrasto. A filha e o marido foram baleados na porta de casa. Ela perdeu a visão de um olho; ele segue internado. A polícia investiga a possibilidade de estupro de vulnerável, mas o delegado diz que o depoimento da vítima aponta para atipicidade dos atos na relação entre enteada e padrasto.

O caso aconteceu em Canindé (CE). Maria Aparecida Barroso, 36 anos, é suspeita de contratar, com ajuda do namorado da filha, dois homens para matar a moça, de 20 anos, e o marido, de 39 anos. Em 29 de junho deste ano, os dois foram baleados na porta da casa da família. A filha perdeu a visão um olho e o marido segue internado.

O caso está a cargo do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) da Delegacia Regional de Canindé. O delegado do caso, Daniel Aragão, disse o seguinte sobre a cooperação da suspeita:

A prisão temporária ocorre para concluirmos a investigação. No caso, ela entregou os telefones, disse como contratou os atiradores e (deu) todos os detalhes (do caso).

- Publicidade -

A polícia investiga a hipótese de ter ocorrido estupro de vulnerável ao longo da relação mantida entre enteada e padrasto, mas, segundo o delegado do caso, o depoimento da vítima aponta para atipicidade do ato, pois a enteada, que se diz apaixonada pelo “pai”, nega que tenha faltado consentimento na relação e nega atos libidinosos antes dos 14 anos.

- Publicidade -

Sobre a questão, o delegado disse o seguinte a reportagem:

Foi perguntado a ela quando começou, se há muito tempo já tinha algum tipo de sentimento, se ele já tinha pegado nas partes íntimas dela antes, abusado, mas ela o protege, diz que não, nunca, e que o sentimento foi recíproco. Ela disse que é apaixonada pelo pai e o pai por ela.

Leia também

Além de filme, Caso Richthofen inspirou mudanças legislativas

- Publicidade -

Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais