Noticias

Namorado de Flordelis diz que não vai desistir da ex-deputada

Após a ex-deputada federal Flordelis ser condenada pelo Tribunal do Júri de Niterói a uma pena de 50 anos pela morte do ex-marido, o pastor Anderson do Carmo, o namorado da ex-parlamentar se manifestou em suas redes sociais prestando uma homenagem à Flordelis.

flordelis
Flordelis e o namorado, Allan Soares. Imagem: Jornal Correio

Namorado de Flordelis declara que não irá desistir da ex-deputada

O produtor artístico Allan Soares esteve presente no Tribunal do Júri de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, durante os sete dias de julgamento e chorou durante a leitura da sentença que condenou Flordelis a 50 anos e 28 dias de prisão pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada.

Em suas redes sociais, Allan postou a seguinte mensagem: “Não vou desistir de você“, acompanhada da música “A justiça virá” cantada por Flordelis.

Além da ex-parlamentar, o Conselho se sentença também condenou uma de suas filhas, Simone dos Santos Rodrigues, a uma pena de 31 anos. Outros três réus foram inocentados: o filho afetivo da ex-deputada, André Luís Oliveira, que já foi casado com Simone; além da neta Rayane dos Santos – filha adotiva de Simone e André – e Marzy Teixeira, outra filha afetiva de Flordelis.

O advogado assistente de acusação que representou a família do pastor assassinado disse:

“A família do Anderson do Carmo está satisfeita com a condenação da chefe da organização criminosa, pois, sem ela, sem atuação dela, o Anderson do Carmo não teria sido assassinado.”

Já os advogados de defesa sustentam a nulidade da sessão do tribunal do júri e informaram que irão recorrer da decisão:

“São duas nulidades bem claras, que é a utilização pelo Ministério Público de um documento que não estava no processo, que a defesa não teve acesso. O segundo foi que o assistente de acusação fez menção ao silêncio dos acusados em prejuízo deles, o que tecnicamente é uma nulidade que está prevista no Código do Processo Penal.”

O caso evolvendo a morte de Anderson do Carmo já contou com outros dois julgamentos em novembro de 2021 e em abril de 2022. Quatro filhos foram condenados. Entre eles, estão Flávio dos Santos, que fez os disparos que matou o pastor, e Lucas dos Santos, que comprou a arma.

Fonte: G1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo