- Publicidade -

Nefi Cordeiro se aposenta do STJ tendo fé na Justiça criminal brasileira

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro se aposentou e disse ter fé na Justiça criminal brasileira. Como presidente da  3ª Seção do Superior Tribunal de Justiça, o ministro havia anunciado sua aposentadoria há uma semana, e participou de sua última sessão nesta quarta-feira (10/03).

- Publicidade -

Fé na Justiça criminal

Disse:

Saio pessoalmente triste por esse afastamento físico, mas feliz como cidadão pelo trabalho extraordinário que vi desta Seção Criminal. Uma atuação que se preocupa com a eficiente persecução criminal, em que as garantias não se constituem em obstáculos, mas meio necessário para realizar o justo.

Cordeiro foi elogiado pelos colegas do STJ. Além do mais, Juliano Breda, representando o Conselho Federal da OAB e da advocacia brasileira, também fez homenagens ao ministro.

- Publicidade -

Completou Nefi:

Fui muito feliz fazendo o melhor trabalho que pude. Saio ainda mais feliz ao testemunhar a qualidade, o caráter e o esforço dos juízes do Brasil, que Vossas Excelências tão bem representam. Deixo meu testemunho de fé neste Superior Tribunal de Justiça.

O ministro não apontou publicamente quais foram as razões que o levaram a solicitar a aposentadoria. No entanto, disse que não foi uma decisão tomada repentinamente:

Pensei muito. E resolvi que esse seria o momento, até por sustos de saúde. Vou ficar com a família, vou tomar outro caminho.

Nefi Cordeiro foi nomeado ao STJ no ano de 2014 pela então presidente Dilma Roussef. O ministro poderia permanecer na Corte por mais 18 (dezoito) anos, até ter sua aposentadoria compulsória em 2038.

- Publicidade -

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais

Leia mais:

Entenda como identificar uma prisão ilegal e como agir diante disso


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

- Publicidade -

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais