Noticias

Netanyahu rejeita proposta de cessar-fogo com o Hamas: conflito persiste

Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, manifestou-se ontem contra a proposta de trégua com o grupo terrorista Hamas.

Benjamin Netanyahu, premiê de Israel, rejeitou nesta quarta-feira (7) a proposta de cessar-fogo com o grupo islamita Hamas, que governa a Faixa de Gaza. As declarações foram divulgadas após o Hamas ter respondido positivamente à proposta de trégua na terça-feira (6), conforme informou o líder do Catar. A próxima rodada de negociações está programada para quinta-feira (8), no Cairo, Egito, com a presença de líderes do Catar, Estados Unidos e Egito.

O político israelense rejeitou os termos da trégua e declarou que a vitória de Israel sobre o Hamas será concretizada nos próximos meses. A guerra entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza persiste desde 7 de outubro de 2023.

Netanyahu rejeita proposta de cessar-fogo com o Hamas: conflito persiste
Imagem: Departamento de Estado dos EUA

Leia mais:

Chocante: policial civil é assassinado em assalto e imagens de segurança capturam o crime

Mãe de autor de massacre escolar é condenada nos EUA em caso inédito

Resposta do Hamas à recusa de Israel

Um oficial do Hamas comentou a rejeição de Netanyahu à proposta de paz, afirmando que o resultado indica a disposição do líder israelense em manter o conflito na região. A nova proposta de cessar-fogo incluía a troca de prisioneiros entre Israel e o Hamas, além de permitir a entrada de ajuda humanitária na Faixa de Gaza.

Nova negociação na quinta-feira

Uma nova sessão de negociações está prevista para quinta-feira (8) no Cairo, no Egito. A reunião contará com a presença de representantes dos grupos em conflito, além dos líderes do Catar, Estados Unidos e Egito que estão atuando como mediadores no cessar-fogo. Osama Hamdan, oficial do Hamas no Líbano, informou que uma delegação do grupo palestino, comandada pelo oficial Khalil Al-Hayya, viajará para o Cairo para dar continuidade às negociações.

Segundo Hamdan, o Hamas apresentou suas considerações sobre a proposta para garantir um cessar-fogo permanente e abrangente, a entrada de ajuda alimentar e o fim do cerco à Gaza.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo