Noticias

1ª produção nacional de ação policial investigativa da Netflix buscou inspiração em um caso real

Inspiração na realidade: Netflix lança sua primeira produção nacional de ação policial

Netflix lançou recentemente sua primeira série brasileira de ação policial investigativa, “DNA do Crime“, inspirada em um dos maiores assaltos da história do Paraguai, ocorrido em 2017. Este assalto, onde cerca de 30 criminosos levaram mais de US$ 11 milhões, foi notório pela sua escala e envolvimento de criminosos brasileiros, capturando a atenção da mídia como o “roubo do século”.

Netflix
Imagem: reprodução/ Canal Tech

LEIA MAIS:

Gestão Tarcísio vai oferecer tratamento psiquiátrico a Champinha após crime completar 20 anos

Caso Evandro: justiça bate o martelo e anula condenações de acusados pelo crime

Inspiração em eventos reais

O cineasta Heitor Dhalia, conhecido por suas obras tanto no Brasil quanto em Hollywood, viu no assalto a inspiração perfeita para sua série. “DNA do Crime” combina elementos reais com ficção, criando uma narrativa explosiva que promete ser uma superprodução. A série estreou no dia 14, trazendo uma história cheia de adrenalina e emoção.

Produção da Netflix ambiciosa

A série foi gravada em uma variedade de locais, incluindo Ciudad del Leste e Assunção no Paraguai, além de diversas cidades em São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Com um investimento significativo, “DNA do Crime” utilizou 1.829 armas, 95 litros de sangue artificial e produziu nove cenas de explosão ao longo de seus oito episódios.

Elenco e enredo

“DNA do Crime” é estrelada por Rômulo Braga e Maeve Jinkings, interpretando respectivamente os personagens Benício, um policial federal obcecado em capturar criminosos, e Suellen, uma policial recém-retornada da licença-maternidade. A série foca na investigação de assaltos no Paraguai, com ligações a um assassinato que atormenta o protagonista.

Netflix
Imagem: reprodução/ Tela Viva

Abordagem realista

Dhalia trabalhou com consultores, policiais, ex-assaltantes e especialistas para garantir autenticidade à produção. A série visa capturar a complexidade das relações criminais no Brasil, destacando o crime organizado e as facções, além do uso inovador da ciência na resolução de crimes.

Potencial para continuação

O diretor expressou interesse em desenvolver uma segunda temporada, citando que o Brasil continuamente oferece histórias reais que podem ser adaptadas para o formato de série.

“DNA do Crime” é mais um exemplo de como eventos reais podem inspirar produções dramáticas, oferecendo ao público uma visão intensa e autêntica do mundo do crime e da lei. A série está disponível na Netflix, prometendo ser um grande sucesso entre os fãs do gênero.

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo