ArtigosDireito Digital

5 passos para não ser enganado por Fake News

fake news

Aumenta, a cada dia, a quantidade de notícias falsas na internet. Como Presidente da Comissão Nacional de Estudos dos Cibercrimes da ABRACRIM (Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas), reuni a seguir os 5 principais passos para não ser enganado por Fake News.

1. LEIA A MATÉRIA E DESCONFIE DAS MANCHETES

Muitas pessoas recebem notícias e as compartilham sem ler toda a matéria; limitam-se, por vezes, a ler apenas as manchetes. Adverte-se que, em geral, os títulos das Fake News trazem grandes novidades, inéditas e interessantes, apesar disso, é necessário, antes de compartilhá-las, desconfiar de manchetes apelativas e, por óbvio, ler toda a matéria.

2. VERIFIQUE COM ATENÇÃO A FORMATAÇÃO DAS NOTÍCIAS

As Fake News geralmente são postadas em blogs ou sites desconhecidos, portanto, deve-se ter atenção à formatação, verificando a presença de erros de português, a maneira como a matéria foi escrita, além de outras características duvidosas na formatação.

3. ESTEJA ATENTO ÀS DATAS DE PUBLICAÇÃO

Uma Fake News pode ser elaborada com base em notícia verdadeira, embora antiga e fora de contexto. É necessário, portanto, ter atenção à data da notícia e à época em que os fatos ocorreram, para não ser enganado por notícias “requentadas”.

4. CONFIRA A NOTÍCIA E O SITE QUE A PUBLICOU, CONFRONTANDO-A COM SITES CONHECIDOS E DE CREDIBILIDADE

Deve-se verificar se a notícia duvidosa foi veiculada por sites conhecidos, que tenham jornalismo de credibilidade. Caso a notícia tenha sido publicada em um site desconhecido, convém conferir essa mesma notícia nos portais de jornalismo profissional ou na TV.

5. JAMAIS COMPARTILHE UMA NOTÍCIA EM CASO DE DÚVIDA

A melhor maneira para se eximir de responsabilidade pela propagação de uma Fake News na internet é não compartilhar a notícia suspeita, pois, caso contrário, quem compartilhar essa notícia, estará sujeito às sanções no âmbito civil e criminal.


Leia mais textos sobre Fake News clicando aqui.

Autor

Luiz Augusto Filizzola D'Urso

Advogado (SP)
Continue lendo
Advocacia CriminalArtigos

O que significa Advocacia Raiz?

ArtigosDireito Penal

“Seu filho" nos mostra porque justiça com as próprias mãos não é justiça, é execução

ArtigosDireito Penal

As 4 contravenções penais mais absurdas do Brasil (Parte 1)

ArtigosDireito Penal

Participação em suicídio

Receba novidades em seu e-mail