- Publicidade -

PC investiga dentista por deformação no rosto de 40 pacientes

- Publicidade -

Uma dentista que atua em Campo dos Goytacazes, no norte do Rio de Janeiro, está sendo investigada pela Polícia Civil do RJ por, supostamente, causar a deformação no rosto de 40 pacientes após realização de procedimentos de harmonização facial.

- Publicidade -

Deformação no rosto de 40 pacientes

Conforme informações, as vítimas relataram que iam ao consultório da dentista Giselle para realizar um procedimento, mas a profissional as induzia a realizar outras intervenções, como botox, harmonização facial e até lipoaspiração.

Desse modo, a denúncia sugere que a dentista, no momento em que faria o procedimento, afirmava que a aplicação no rosto da paciente seria da substância ácido hialurônico. No entanto, a polícia afirma que, ao invés do ácido, o aplicado era o polimetilmetacrilato – o PMMA, substância não indicada para realização de procedimentos estéticos. Inclusive, os indícios sugerem que a substituição dos componentes químicos era realizado para aumentar o lucro para a dentista.

Sendo assim, as vítimas procuraram a polícia e o Ministério Público denunciou Giselle por incorrer em exercício ilegal da profissão, estelionato e lesão corporal gravíssima.

- Publicidade -

Já a defesa da profissional afirmou que Poucas pacientes tiveram alguma intercorrência dentro de um universo de quase dois mil procedimentos” e que “os produtos utilizados eram informados aos pacientes”.

No entanto, a defesa das vítimas apresentou uma versão diferente, afirmando que:

- Publicidade -

Em primeiro momento, ela é amorosa, ela entende o problema do outro. Então, ela realiza o procedimento. Quando a pessoa volta para revisão e se queixa de alguma coisa, ela se transforma numa pessoa grossa, arrogante, debochada.

Giselle já foi afastada das funções.

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais

- Publicidade -

Leia mais:

Entenda como identificar uma prisão ilegal e como agir diante disso


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais