ArtigosCriminal Profiling

5 perfis de incendiários florestais

incendiários florestais

5 perfis de incendiários florestais

existe um texto sobre incendiários onde falei sobre um tipo específico de incendiários seriais que atuam em locais urbanos. Dessa vez vou falar sobre um estudo feito na Espanha para elaborar o perfil dos tipos de incendiários florestais, aqueles feitos em áreas rurais, onde foi possível chegar a 5 perfis mais comuns. Esse tipo de conhecimento é necessário como forma de comparação e auxílio para que esse tipo de estudo seja elaborado no Brasil.

Sabe-se que no Brasil e no mundo as maiores causas de incêndios florestais são aqueles intencionais. Pessoas que colocam fogo em determinados locais por diversos motivos. Na Espanha, estima-se que 60% dos incêndios florestais sejam intencionais.

Mas o que é incêndio florestal?

É o fogo localizado na floresta que afeta a vegetação não feita pra queimar, e que se espalha sem controle sobre os combustíveis florestais criando impactos enormes na região. Pouco se sabe sobre os autores desse tipo de incêndio, pois o foco costuma ser no impacto econômico e ambiental e nas causas ambientais.

Contudo, se faz necessário entender também o perfil do incendiário florestal como forma de auxiliar em investigações e prevenir desastres ambientais.

Incendiários florestais

O estudo espanhol analisou uma amostra de 138 incêndios florestais ocorridos em 2011 em que os autores foram identificados. Além disso, um questionário foi elaborado para identificar características dos incêndios e também características que facilitassem a identificação dos autores. No total foram analisados 401 incêndios do período de 2009 a 2011. Os resultados demonstraram os seguintes tipos principais:

1. Agrícola

Nesse caso normalmente o agente agiu por negligência. O fogo começa na estrada próxima a uma área de colheita em zona agrícola que acaba queimando.

O autor do fogo normalmente é aposentado e possui mais de 60 anos. Costuma ser dono da terra e quando não o é tem proximidade com os donos, sendo parente ou funcionário. Espera os bombeiros no local e geralmente assume a culpa do fogo, mas não do incêndio, pois não queria causar o desastre. Não possui antecedentes de incêndios ou outros crimes.

2. Fazendeiro

Também trata-se de um agente imprudente, mas a hipótese de vingança nesse caso não deve ser descartada. Normalmente o fogo começa em um matagal ou área urbana afetada pelo uso de gado e interface urbana-rural, podendo ocasionalmente ser causada por uso recreativo.

O autor possui menos de 34 anos e costuma ser empregado no setor industrial. Não tem relacionamento com o dono da terra e pode ter antecedentes criminais.

3. Silvicultura

Não há motivo aparente para esse tipo de incêndio, pois normalmente resulta de um transtorno da pessoa. Ocorre por meio de mais de um foco de incêndio e em um caminho próximo a uma massa florestal.

Esse tipo de agente possui menos de 34 anos, trabalha esporadicamente e pode trabalhar no setor florestal. Muitas vezes analfabeto, podendo cometer o incêndio sob efeito de drogas, principalmente álcool. Não conhece o dono da terra e normalmente acende o fogo com isqueiro, não podendo descartar a possibilidade de ser incendiário em série.

4. Floresta de pista

Aparentemente também não possui motivação e é fruto de alguma desordem da pessoa. Geralmente o fogo começa de noite a partir de uma trilha ou dentro da massa de uma planta perto da massa da floresta.

O autor do incêndio possui entre 46 e 60 anos, solteiro e desempregado, ou desajustado quando possui trabalho. Provavelmente conhece o dono da terra e usa um artefato como meio de começar o incêndio. Pode possuir antecedentes criminais.

5. Caça

Esse tipo de incêndio ocorre para obter algum benefício, ocorrem com mais frequência no verão e em dia útil.

Idade entre 34 e 46 anos, desempregado ou trabalha com construção civil. Pode abusar de drogas e geralmente conhece o dono da terra por serem vizinhos. Possui atitude arrogante ao ser preso e pode não ter antecedentes criminais, mas provavelmente terá histórico de incêndio em série.

São poucas características e algumas semelhantes entre cada tipo, mas são somente para demonstrar as possibilidades de quais padrões comportamentais podem ser encontrados inicialmente só por coleta de dados. Com o conhecimento de Criminal Profiling e a possibilidade de aprofundar as pesquisas, incluindo entrevistas com autores, esses dados podem ser muito mais precisos e muito úteis. Além disso, uma amostra maior e um questionário mais profundo, outras características provavelmente surgirão e serão de grande ajuda para investigações e meios de prevenção.

REFERÊNCIAS

Perfil del incendiario forestal español. Club Ciencias Forenses. Disponível aqui.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Então, siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Autor

Especialista em Criminal Profiling. Advogada.
Continue lendo
ArtigosExecução Penal

A ressocialização na ótica do caso do goleiro Bruno 

ArtigosDireito Constitucional

Possibilidade de execução da pena após condenação em segundo grau de jurisdição

ArtigosDireito Penal

A defesa pela legítima: uma imersão na vida do outro

ArtigosDireito Penal Econômico

O crime de gestão temerária é doloso ou culposo?

Receba novidades em seu e-mail