• 30 de setembro de 2020

Permanecerá preso empresário denunciado por roubo de mais de 23 toneladas de picanha

 Permanecerá preso empresário denunciado por roubo de mais de 23 toneladas de picanha

Permanecerá preso empresário denunciado por roubo de mais de 23 toneladas de picanha

​Um empresário do Rio Grande do Sul investigado pelo suposto roubo de uma carga de mais de 23 toneladas de picanha (carga avaliada em mais de R$ 700 mil) teve sua prisão preventiva mantida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A decisão é do ministro João Otávio de Noronha.

Conforme a denúncia, em agosto de 2019, na região de São Luiz Gonzaga (RS), o motorista de um caminhão que transportava carne bovina proveniente da Argentina foi rendido por indivíduos armados, que roubaram toda a carga do veículo.

Após o crime, as investigações policiais avançaram na direção do empresário, sócio de um frigorífico, e apontaram que ele fazia parte de uma organização criminosa responsável pelo roubo, receptação e comercialização de carregamentos de carnes subtraídos no Rio Grande do Sul e em outros estados.

De acordo com o Ministério Público, o empresário fazia uso da estrutura da empresa para reembalar as carnes roubadas – muitas delas impróprias para consumo – e emitir notas fiscais fraudulentas.

A prisão preventiva do empresário foi decretada em outubro do ano passado.

Clique AQUI para saber mais.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.