- Publicidade -

PF remete notícia-crime contra ministro Ricardo Salles ao STF e MPF

Alexandre Saraiva, superintendente da Polícia Federal no estado do Amazonas (AM), remeteu uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, à direção-geral da Polícia Federal (PF), ao Ministério Público Federal (MPF) e ao ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

- Publicidade -

Segundo consta no documento de 38 páginas, tanto o ministro Ricardo Salles, quanto o senador Telmário Mota (Pros) e o presidente do Ibama, Eduardo Bim, incorreram nos crimes tipificados no artigo 69 da Lei 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais), no artigo 321 do Código Penal (referente à advocacia administrativa) e no artigo 2º, § 1º, da Lei 12.850 de 2013 (Lei das Organizações Criminosas). 

O superintendente da Polícia Federal apontou que as condutas criminosas foram apuradas no bojo da Operação Handroanthus, de responsabilidade da Superintendência Regional no Amazonas (AM) e que contou com a apreensão recorde de cerca de 200.000 m3 (duzentos mil metros cúbicos) de madeiras extraídas ilegalmente na região por organizações criminosas.

Interessante destacar que Saraiva já atua há mais de dez anos no enfrentamento aos crimes ambientais na região amazônica, e informou que o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles atua ativamente para atrapalhar a fiscalização ambiental, além de patrocinar interesses privados.

*Esta notícia não reflete, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais

- Publicidade -

Leia mais:

Saiba como aumentar a chance de revogar uma prisão


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais