Noticias

PGR denuncia ministro da educação por crime de homofobia

A Procuradoria-Geral apresentou denúncia perante o Supremo Tribunal Federal contra o ministro da educação, Milton Ribeiro, por crime de homofobia suspostamente praticado por ele no ano de 2020, ao conceder uma entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo” e fazer declarações sobre adolescentes que “optam por serem gays”.

Milton Ribeiro teria sido questionado em uma entrevista sobre educação sexual nas escolas e, ao defender a importância dessa abordagem dentro das instituições de ensino, destacou não achar necessário o debate sobre questões de gêneros e sexualidade. Para Ribeiro, falta base familiar e atenção dos pais daqueles adolescentes que se intitulam homossexuais.

Acho que o adolescente, que muitas vezes, opta por andar no caminho do homossexualismo (sic), tem um contexto familiar muito próximo, basta fazer uma pesquisa. São famílias desajustadas, algumas. Falta atenção do pai, falta atenção da mãe. Vejo menino de 12, 13 anos optando por ser gay, nunca esteve com uma mulher de fato, com um homem de fato, e caminhar por aí. São questões de valores e princípios.

Para o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, as falas de Milton Ribeiro induzem o preconceito contra homossexuais, “colocando-os no campo da anormalidade”. Ainda conforme Medeiros, as declarações feitas pelo político já custaram uma condenação à União. A 6ª Vara Cível Federal de São Paulo deu provimento ao pedido de indenização provocado por meio da ação civil pública proposta pela Aliança Nacional LGBTI+ e outras dez entidades, e condenou a União em R$ 200 mil.

Leia também

MPF reabre inquérito de jovem morto por policial rodoviário federal


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo