Noticias

Polícia Civil investiga tesoureiro acusado de desvio milionário

Um grande esquema de corrupção desencadeou uma operação policial nesta terça-feira (20). A operação, sob comando da Polícia Civil do Distrito Federal, tem como alvo principal um tesoureiro do Banco de Brasília (BRB), acusado de desviar aproximadamente R$ 3,5 milhões.

As suspeitas apontam que o acusado utilizava o valor desviado para fazer apostas em jogos virtuais, segundo as investigações preliminares.

tesoureiro acusado de desvio de dinheiro e corrupção
Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Leia mais:

O novo golpe de R$7,5 bilhões nos bancos brasileiros

Falsa diretora do PL aplica golpes vendendo passagens aéreas falsas para Portugal

A operação em andamento

A operação desencadeada pela Polícia Civil visa desvendar todos os detalhes do esquema ilegal. O suspeito tinha amplo conhecimento acerca das operações do caixa do banco e possuía acesso ao cofre da agência, o que teria facilitado o desvio do dinheiro para sua conta pessoal.

Para manter o esquema oculto, documentos falsos eram apresentados pelo tesoureiro visando demonstrar a regularidade das contas da agência bancária.

A descoberta do esquema

A própria instituição financeira, o Banco de Brasília, foi quem acionou as autoridades após constatar irregularidades nas contas da agência. A partir desta descoberta, foram expedidos mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de bens do tesoureiro.

As implicações legais para o tesoureiro

O tesoureiro do BRB está sendo investigado pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. Caso seja condenado, o acusado poderá cumprir até 22 anos de prisão, conforme as sanções legais previstas para estes crimes.

A coordenação da operação

A Delegacia de Repressão à Corrupção, órgão integrante do Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (DRCOR/DECOR) ficou responsável por coordenar a operação desta terça-feira. O Ministério Público do Distrito Federal também contribuiu com auxílio nas investigações.

As investigações ainda estão em andamento, com o intuito de garantir que os responsáveis pelo esquema sejam devidamente penalizados e o dinheiro seja recuperado para a agência do Banco de Brasília.

Fonte: O Antagonista

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo