Noticias

Polícia entra no caso de Larissa Manoela e mãe da atriz será investigada

Silvana Santos foi acusada de intolerância religiosa

A polícia está apurando uma possível prática de intolerância religiosa praticada por Silvana Taques Elias dos Santos, de 51 anos, mãe da atriz Larissa Manoela, 22. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa do Rio (CCIR), na última terça-feira (22), e aponta um possível crime praticado por Silvana durante uma mensagem enviada à filha na última noite de natal.

Segundo informações do portal ‘Meia Hora’, depois que Larissa desejou um feliz natal para sua mãe, Silvana respondeu: “Esqueci de te desejar… Que você tenha um ótimo Natal aí com todos os guias dessa família macumbeira”, referindo-se à família do noivo da atriz, André Luiz Frambach, que pratica o espiritismo.

canalcienciascriminais.com.br policia entra no caso de larissa manoela e mae da atriz sera investigada noivo larissa
Polícia entra no caso de Larissa Manoela e mãe da atriz será investigada 2

Leia mais:

Larissa Manoela pode ser vítima de violência patrimonial? Entenda o que configura a prática

Serial killer de bebês: saiba tudo sobre o caso da enfermeira condenada por matar 7 crianças no Reino Unido

Polícia está apurando a denúncia feita contra a mãe de Larissa Manoela

O advogado que assinou a notícia-crime, Carlos Nicodemos, destacou que o objetivo da denúncia é levar às autoridades policiais um fato que está sendo amplamente divulgado e que configuraria como crime por incitar preconceito de religião.

Sobre o assunto, ele ainda ressaltou:

“Cabe às autoridades policiais fazer uma investigação e verificar se houve um impulsionamento desse diálogo, inclusive com intuito de promover uma ofensa às religiões de matriz africana. Certamente, a apuração inicial será na oitiva das partes envolvidas, mesmo não sendo uma questão de interesse privado, mas sim de interesse coletivo. Não há espaço para qualquer tipo de tolerância no que diz respeito à discriminação. A responsabilização criminal é uma forma pedagógica e de chamar atenção da sociedade para um novo tempo, um tempo de respeito a todas as religiões”

 O representante da CCIR, Ivanir dos Santos, defendeu a necessidade de que a mãe de Larissa Manoela seja investigada:

“A liberdade religiosa ainda é desafio para a sociedade brasileira, seja na esfera privada ou pública. Precisamos pontuar que a liberdade religiosa, a liberdade de culto e crença é garantida por lei. Assim, casos como esses, evidência o quanto ainda precisamos lutar e educar para uma sociedade mais justo e que acima de tudo respeito às diferenças”, comentou Ivanir

Fonte: Meia Hora

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo