Noticias

Polícia portuguesa faz pedido de desculpas à família McCann

A delegação da polícia portuguesa viajou à cidade de Londres para pedir desculpas aos pais de Madeleine McCann. O motivo se refere à forma pela qual conduziram a investigação sobre o desaparecimento da menina de três anos em 2007, durante suas férias no resort do Algarve, no sul de Portugal.

De acordo com a BBC, a polícia estava procura por respostas do resort. No entanto, outro comunicado emitido pela polícia nega tudo, contradizendo o pedido de desculpas.

Polícia portuguesa faz pedido de desculpas à família McCann
Imagem: Rádio Itatiaia

Leia mais:

Possível cessar-fogo entre Israel e Hamas: Queda de tensões após mediação do Catar e EUA

36 presos em grande operação contra tráfico de drogas no Paraná: Entenda

Polícia apontou pais de Madeleine McCann como suspeitos

Poucos meses após o sumiço de Madeleine, a polícia portuguesa categorizou Kate e Gerry McCann como suspeitos. A BBC relatou que Kate McCann disse que lhe foi oferecido um acordo. Isso permitiria que ela admitisse envolvimento na morte de sua filha em troca de uma sentença menor.

No entanto, o status de suspeitos do casal foi removido oficialmente em 2008. Mas eles permaneceram no radar dos agentes portugueses vários anos depois.

Investigação sobre o desparecimento é reavaliada

A polícia portuguesa reconheceu recentemente que a investigação inicial do caso Madeleine McCann passou por falhas. Em particular, a gravidade de outros casos de crianças desaparecidas na região não foi devidamente considerada. Da mesma forma, o suporte não foi adequado para os pais de Madeleine, já que eles eram estrangeiros e desconheciam o procedimento.

O principal suspeito é um cidadão alemão

Durante a visita a Londres, a delegação policial aproveitou para atualizar a família sobre o progresso do caso. A investigação atual é liderada pelas autoridades alemãs, que consideram Christian Brueckner, um alemão de 46 anos, o principal suspeito do rapto e morte de Madeleine. O cidadão nega todas as acusações feitas contra ele. As autoridades alemãs planejam concluir a investigação no próximo ano, segundo a BBC.

Fonte: O Globo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo