Noticias

Estupro, tortura e morte: polícia investiga sequestro de 4 pessoas em famoso Estado do Brasil

No último sábado (16), dois homens e duas mulheres foram vítimas de um sequestro que ocorreu cidade de Papanduva, localizado no Estado de Santa Catarina. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil local.

Uma das vítimas, um homem de 34 anos, foi assassinado e jogado em um rio da região. As outras três foram torturadas, e uma delas relata ter sido estuprada. Os crimes foram praticados por três homens armados, que capturaram as quatro pessoas por volta da meia noite.

canalcienciascriminais.com.br estupro tortura e morte policia investiga sequestro de 4 pessoas em famoso estado do brasil image
Foto: Divulgação/PF

Leia mais:

Famosa influenciadora presa por ‘Jogo do Tigre’ é suspeita de tráfico e homicídio

Criminosos usam inteligência artificial para manipular a imagem de pessoas conhecidas e lucrar com práticas fora da lei

De acordo com a polícia, os autores do crime planejaram e executaram o sequestro entre os dias 15 e 16. A motivação ainda é desconhecida. O delegado esponsável pelas investigações, Cassiano Tiburski, afirma que as vítimas foram raptadas em suas próprias casas.

Detalhes do sequestro

Segundo as investigações realizadas pela polícia, os criminosos iniciaram a sequência de sequestros pela casa de um casal, de 25 e 26 anos, na localidade do Rio do Engano, em Papanduva. Eles forçaram as vítimas a entrar no carro que estavam utilizando para se locomover. Após a captura, o veículo seguiu para a casa da terceira vítima, um homem de 34 anos.

Logo após, o grupo foi levado à casa de outro casal, que também seria sequestrado, em Capitão Furtado, na cidade de Santa Terezinha. O homem, no entanto, conseguiu fugir, e a mulher foi capturada pelos três sequestradores.

Criminosos torturaram vítimas

Ainda no carro, começaram as torturas, segundo a polícia. As vítimas foram submetidas a “intenso sofrimento físico e mental”, de acordo com o delegado responsável pelo caso. Uma das mulheres alega ter sido estuprada mais de uma vez, nos momentos em que os criminosos paravam o carro para realizar os atos de tortura.

Os atos “mais extremos” de violência, segundo a polícia, foram cometidos contra o homem de 34 anos, que não resistiu. A princípio, o cadáver foi colocado no compartimento de carga do veículo. Depois, foi jogado no Rio Hercílio, na região da Ponte Coberta, em Salto Iraputã.

As demais vítimas foram torturadas por aproximadamente 5 horas. Após as torturas, foram libertadas em uma região próxima à casa de uma delas. O corpo do homem de 34 anos foi encontrado por pessoas que passavam pelo local.

De acordo com o delegado Tiburski, as investigações do sequestro continuam “para a completa identificação dos suspeitos, coleta de provas e instrução dos autos judiciais para o completo esclarecimento dos fatos”.

Fonte: O Globo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo