Noticias

Polícia pede que repórter assaltada no Catar escolha a pena do ladrão

A polícia da cidade de Doha, no Catar pediu para que a repórter argentina Dominique Metzger, escolhesse a pena do homem que a furtou no momento em que ela entrava ao vivo na emissora “Todo Noticias”.

O caso aconteceu na última sexta-feira (18), quando a repórter estava nas ruas e percebeu que sua carteira com documentos, dinheiro e cartões havia sumido.

repórter
Dominique Metzger. Imagem: Correio Braziliense

Repórter argentina é furtada no Qatar

Por meio das redes sociais, Dominique Metzger relatou que ao perceber que sua carteira havia sumido, se dirigiu à delegacia para fazer um boletim de ocorrência, e lá, foi levada para um setor destinado apenas para mulheres. Foi quando um dos policiais perguntou sobre qual ela acreditava que deveria ser a pena do autor do fato.

O que quer que a justiça faça com isto? Porque vamos encontrá-lo, há câmeras de alta definição em todos os lugares”, teriam perguntado os oficiais.

A repórter falou ainda que achou que tinha entendido a tradução errada, e que ao perceber que não se tratava de mal entendido, disse para as autoridades que queria apenas a sua carteira de volta e que não iria tomar uma decisão pelo sistema de justiça.

“Eu pensei ter entendido mal a tradução, mas não: ficaram me perguntando que pena eu queria para o ladrão, se eu queria que ele fosse condenado a 5 anos de prisão, se eu queria que ele fosse deportado”, relatou a jornalista.

Fonte: G1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo