Noticias

Policial penal é condenado por integrar organização criminosa

A 7ª Vara Criminal de Cuiabá condenou um policial penal a uma pena de reclusão de 3 anos e 6 meses em regime inicial aberto, por ter integrado uma organização criminosa e facilitado a entrada de 13 aparelhos telefônicos, fones de ouvido e carregadores na Cadeia Pública Feminina de Rondonópolis.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o policial, além de ter facilitado e ingressado com os aparelhos mencionados sem autorização legal, também promoveu, constituiu, integrou e ajudou a financiar pessoalmente a organização criminosa do Comando Vermelho, no estado do Mato Grosso.

A defesa do acusado sustentou que os aparelhos celulares podem ter sido colocados na mochila do policial penal por qualquer pessoa, incluindo as próprias presas, que fazem a limpeza do alojamento dos policiais no presídio.

No entanto, a tese defensiva não foi aceita pelo magistrado, que proferiu decisão argumentando que a autoria e materialidade do delito estavam comprovadas, em especial pelas declarações dadas pelas testemunhas ouvidas em juízo, que incluía outros policiais penais atuantes na Cadeia Pública Feminina de Rondonópolis.

Leia também

Tribunal tranca inquéritos em tramitação há três anos


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo