- Publicidade -

Presídio de Porto Alegre será demolido e substituído por nova cadeia

- Publicidade -

Marcado por sua superlotação e problemas estruturais, o Presídio Central aguarda a sua demolição, de acordo com governo do Rio Grande do Sul. A demolição acontecerá em prol da construção da nova Cadeia Pública de Porto Alegre, com um novo espaço com 1856 vagas. A obra acontecerá em conjunto com a obra de uma unidade prisional no Complexo Charqueadas. As duas penitenciárias somarão R$ 260 milhões em investimentos e 3.512 vagas.

- Publicidade -

Diversos governos já tentaram fazer acontecer a demolição do Central como um projeto, entretanto, somente no governo de Tarso Genro (PT) foi demolida uma única galeria para que a primeira proposta de reconstrução acontecesse, o que não se consolidou. O restante do presídio continua em funcionamento e recebe presos provisórios, aguardando julgamentos e presos já condenados.

As duas obras que foram anunciadas pelo governo do RS estão relacionadas porque a unidade de Charqueadas receberá os presos que estão excedentes no Presídio Central. O anúncio do projeto foi feito durante a apresentação do Programa Avançar nos Sistemas Penal e Socioeducativo, que prevê investimento de R$465,6 milhões até o fim de 2022.

Leia também

- Publicidade -

STJ: não há um critério matemático impositivo para a fixação da pena-base


- Publicidade -

Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais