Noticias

Saiba tudo sobre o primeiro dia do julgamento de Leandro Boldrini no caso Bernardo

Em 2023, o caso do assassinato de Bernardo Boldrini, que ocorreu em 2014, ainda é motivo de julgamentos, investigações e muita comoção nacional. Vamos relembrar o caso e analisar como estão as investigações e os julgamentos dos envolvidos na morte dessa criança de apenas 11 anos. Este artigo traz informações atualizadas e detalhes sobre as condenações, depoimentos e rumos que o caso tomou.

O que aconteceu com Bernardo Boldrini?

Bernardo Boldrini era um menino de 11 anos que desapareceu no dia 4 de abril de 2014, em Três Passos, no noroeste do Rio Grande do Sul. Após uma busca desesperada, seu corpo foi encontrado somente 10 dias depois, enterrado em uma cova às margens do Rio Mico, em Frederico Westphalen. O caso ganhou repercussão nacional e chocou o país pela crueldade envolvendo a morte da criança.

As investigações apontaram que o médico Leandro Boldrini, pai do menino, a madrasta Graciele Ugulini e os irmãos Edelvania e Evandro Wirganovicz foram responsáveis pelo crime. Em 2019, todos foram condenados pelo envolvimento na morte de Bernardo: Leandro recebeu uma pena de 33 anos e oito meses de prisão, enquanto os demais também foram condenados a penas consideráveis.

O julgamento de Leandro Boldrini foi anulado: por quê?

No final de 2021, a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) considerou que houve quebra da paridade de armas durante o interrogatório de Leandro Boldrini no julgamento de 2019. Segundo o Colegiado, os promotores de Justiça utilizaram argumentações e não se limitaram a formular perguntas ao réu, enquanto a defesa não pôde contrapor adequadamente. Com isso, o julgamento de Leandro Boldrini foi anulado e um novo julgamento começou a ser realizado em 2023.

Em seu novo julgamento, que ocorreu no Fórum de Três Passos, a juíza Sucilene Engler Audino presidiu a sessão, que foi transmitida pelo canal do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RS) no YouTube. Durante o processo, foram apresentadas provas, como vídeos e ligações. Entre os vídeos estava um de Bernardo pedindo socorro, além de outros filmados pelo pai, em que a criança tem contato com um facão e é presa dentro de um armário. Leandro se emocionou durante a reprodução das imagens e chegou a se retirar temporariamente do plenário.

Como está o andamento do novo julgamento?

No primeiro dia do novo julgamento, em 2023, a delegada de polícia Caroline Virginia Bamberg Machado, que conduziu as investigações à época, prestou depoimento por seis horas. As perguntas partiram tanto do Ministério Público (MP) quanto da defesa do réu, e o depoimento se estendeu até a noite. O julgamento recomeçou no dia seguinte, com o depoimento da delegada Cristiane Braucks.

É importante lembrar que apenas o julgamento de Leandro Boldrini foi anulado, e as condenações dos demais envolvidos permanecem. A expectativa é de que a defesa do médico mantenha a negação do assassinato do filho, seguindo a mesma estratégia adotada no primeiro julgamento. No entanto, o resultado desse novo processo é incerto e pode trazer novidades para o caso. Enquanto isso, Leandro e Graciele seguem presos, aguardando as decisões da justiça.

Em resumo, o julgamento do caso Bernardo Boldrini continua, e a sociedade brasileira ainda aguarda por justiça e respostas concretas. O importante é que casos como esse não sejam esquecidos e que os responsáveis sejam devidamente punidos para que a memória de Bernardo, assim como de outras vítimas de violência, seja preservada e respeitada.

Confira o  Júri 2 Dia 1 Turno Noite – 20/03 – 18h do Caso Bernardo

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo