Noticias

Prisão de famoso cantor suspeito de matar dentista é prorrogada; entenda o caso

A prisão do cantor sertanejo João Victor Malachias foi prorrogada por mais 30 dias, em São Paulo. O músico é suspeito de matar a dentista e ex-namorada Bruna Angleri, no final do mês de setembro deste ano.

De acordo com a família de Bruna, João não aceitava o fim do relacionamento dos dois, que acabou pouco mais de um mês antes do crime. Segundo a Polícia Civil, Bruna tinha uma medida protetiva contra o ex e chegou a prestar queixa quando ele invadiu e quebrou os móveis da casa dela em agosto. 

canalcienciascriminais.com.br prisao de famoso cantor suspeito de matar dentista e prorrogada entenda o caso image
Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Leia mais:

Jovem de 23 anos filma a própria morte em Goiás e choca o Brasil

Ex-deputada do PSOL apresenta queixa-crime contra deputado do PL

Cantor nega envolvimento no crime

“Ele foi acionado para prestar depoimento, uma vez que na cidade começaram a circular o nome dele como principal suspeito. Em seu depoimento, negou a autoria, colaborou com tudo, deixou celular para ser periciado, deu detalhes e nomes das pessoas com quem estava e onde estava e foi liberado”, informou a defesa de João

Corpo de dentista estava carbonizado quando foi achado

Na manhã do dia 27 de setembro, o corpo de Bruna Angleri foi encontrado carbonizado. O delegado responsável pelo caso, Tabajara Zuliani dos Santos, informou ao Jornal da Cidade que a mulher foi agredida severamente no rosto e ficou desacordada. Ele afirmou ainda que houve requintes de crueldade na situação.

“Acreditamos que já morta, foi ateado fogo no corpo dela que estava sob uma cama. Toda essa sequência ainda será confirmada através de laudos da perícia. Um crime muito violento e até mesmo atípico para a cidade de Araras”, afirmou Tabajara.

Fonte: UOL

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo