NoticiasDireito Penal

A trágica história do prisioneiro ucraniano morto por russos enquanto fumava; descubra os detalhes

Tymofiy Shadura fazia parte da 30ª brigada do exército ucraniano e estava desaparecido desde o dia 3 de fevereiro. Ele teria morrido depois de gritar “glória à Ucrânia”, à frente das forças de Moscou.

O vídeo da morte foi divulgado na segunda-feira (6) através do Telegram, pela Rússia, mas só na terça-feira é que as forças ucranianas anunciaram a descoberta da identidade deste soldado. 

Vídeo de soldado ucraniano fumando e sendo fuzilado por Russos circulou nas redes sociais; Identidade do soldado foi revelada

A 30ª Brigada Mecanizada Separada disse que ele foi visto pela última vez perto da cidade oriental de Bakhmut, que tem sido palco de combates ferozes nos últimos meses. No Facebook, as forças armadas ucranianas revelaram que o corpo “está em território temporariamente ocupado”.

“A confirmação final sobre a identidade será estabelecida depois de recebido o corpo e de terem sido feitos os exames necessários.”

Antes das forças ucranianas identificarem o soldado, a irmã, Olia, já o tinha reconhecido. Além da versão que identifica o soldado como Tymofiy Shadura, circula uma outra alternativa. 

O Kyiv Independent e o Kyiv Post escrevem que o jornalista ucraniano Yurii Butusov alegou que o homem no vídeo é na verdade Alexander Matsievsky, um militar de 42 anos que servia no 163.º batalhão da 119.º brigada da Defesa Territorial. Em uma publicação na conta de Facebook, o jornalista disse ter falado com os companheiros e a mãe do militar, que o reconheceram no vídeo. 

Segundo Butusov, Matsievsky teria desaparecido no dia 30 de dezembro de 2022 perto da cidade de Bakhmut. O seu corpo teria sido devolvido à família na cidade de Nizhyn já em fevereiro deste ano.

No vídeo, divulgado na segunda-feira, o soldado aparece fumando um cigarro e, depois de gritar a saudação nacional da Ucrânia, é atingido por vários tiros. As imagens, que foram partilhadas em vários grupos pró-Rússia, não escondem a brutalidade da morte imediata deste soldado ucraniano.

Confira o vídeo do momento:

Fonte: G1

Daniele Kopp

Daniele Kopp é formada em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) e Pós-graduada em Direito e Processo Penal pela mesma Universidade. Seu interesse e gosto pelo Direito Criminal vem desde o ingresso no curso de Direito. Por essa razão se especializou na área, através da Pós-Graduação e pesquisas na área das condenações pela Corte Interamericana de Direitos Humanos ao Sistema Carcerário Brasileiro, frente aos Direitos Humanos dos condenados. Atua como servidora na Defensoria Pública do RS.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo