Prisões por embriaguez em Natal disparam e número já supera o total de 2022

Até o dia 17 de agosto um total de 308 prisões foram realizadas na cidade

Em 2023, houve um aumento significativo no número de prisões por embriaguez ao volante em Natal. De acordo com informações fornecidas pela Operação Lei Seca, até o dia 17 de agosto, um total de 308 prisões foram realizadas na cidade, ultrapassando a soma das prisões ocorridas em todo o ano de 2022 e 2021 combinados. No ano passado, houve 253 prisões, conforme relatado pela TRIBUNA DO NORTE. Além disso, as ações realizadas nos bairros de Natal resultaram na detenção de 24 indivíduos procurados pela Justiça e na apreensão de seis armas de fogo.

canalcienciascriminais.com.br prisoes por embriaguez em natal disparam e numero ja supera o total de 2022 embriaguez 1
Fonte: Portal Correio do Agreste

Leia mais:

STF autoriza e FBI deve cooperar com a PF em investigação do caso das joias

Polícia prende suspeito de estupro que mandou mensagem para vítima e debochou da Justiça

O aumento significativo no número de prisões por embriaguez é atribuído, de acordo com a análise do Major César Fagundes, às mudanças na abordagem e uma intensificação nas operações de fiscalização de trânsito na capital do Rio Grande do Norte. Essas ações se concentram em pontos estratégicos dentro dos bairros da cidade, abrangendo várias ruas, e não se restringem apenas às principais avenidas, como a Roberto Freire ou a Via Costeira. Até o momento de agosto de 2023, já foram realizadas 201 operações, número próximo ao total de 207 operações em todo o ano de 2022. No ano de 2021, houve 176 operações na cidade. Essas ações também levaram à captura de foragidos da justiça e à detecção de crimes em flagrante, como posse e porte de drogas e armas.

O Major César Fagundes, coordenador da Operação Lei Seca no estado do Rio Grande do Norte, destaca que muitas pessoas continuam desrespeitando as leis de trânsito ao dirigir sob a influência do álcool. Ele observa que existe uma cultura arraigada que é difícil de ser superada, e isso é um problema nacional. Ele também menciona persistência de atitudes de posse masculina em relação aos veículos mesmo quando os homens estão embriagados, recusando-se a entregar as chaves a motoristas sóbrias, muitas vezes suas companheiras.

O Major Fagundes também explica que a recusa em realizar o teste do etilômetro não evita a autuação, resultando em multa considerável de quase R$ 3.000, além de alguém precisar buscar o veículo. Se o teste for realizado e o valor indicar uma concentração de álcool acima do limite legal, configura-se como crime. Além da multa, o indivíduo é preso por embriaguez e só será liberado mediante pagamento de fiança. Ele acrescenta que os agentes da lei podem autuar condutores com base em sinais de embriaguez, como irritabilidade, fala arrastada, olhos vermelhos, entre outros sintomas. O etilômetro é visto como uma ferramenta auxiliar para determinar a embriaguez do motorista.

Major Fagundes destaca que houve uma redução significativa no número de óbitos no trânsito causados ​​por embriaguez de motoristas

A Operação Lei Seca é uma colaboração entre o Comando do Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), contando com 18 aparelhos etilômetros e a participação de 30 policiais militares, incluindo 28 soldados e 2 oficiais. O Major César destaca que quanto mais fiscalização é realizada, mais motoristas sob efeito de álcool são flagrados. Ele também destacou que houve uma redução significativa no número de fatalidades em acidentes de trânsito causados ​​por embriaguez de motoristas, com um período de oito meses sem óbitos. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir sob a influência de álcool é uma infração gravíssima com sanções que incluem multa, suspensão da habilitação e retenção do veículo.

canalcienciascriminais.com.br prisoes por embriaguez em natal disparam e numero ja supera o total de 2022 embriaguez
Fonte: Agora RN

Além disso, houve uma queda nos acidentes nas rodovias estaduais em 2023, atribuído à instalação de radares de monitoramento de velocidade em vias importantes da cidade, como a Rota do Sol, Roberto Freire, Via Costeira e outras. Essa iniciativa resultou em reduções no número de acidentes em várias dessas rodovias, como a Rota do Sol, onde os acidentes caíram 80,9%, e na via Engenheiro Roberto Freire, com uma redução de 21,8%. Esses dados mostram a eficácia das operações de vigilância e monitoramento no combate à embriaguez ao volante e à redução de acidentes nas estradas estaduais, garantido a preservação de vidas.

Fonte: Tribuna do Norte