• 25 de setembro de 2020

Procurador que esfaqueou juíza é encontrado morto

 Procurador que esfaqueou juíza é encontrado morto

Procurador que esfaqueou juíza é encontrado morto

Foi encontrado morto em uma clínica psiquiátrica o procurador da Fazenda Matheus Carneiro Assunção. Ele tinha golpeado com faca a juíza Louise Figueiras, dentro da sede do TRF3, na Avenida Paulista, no mês de outubro do ano passado.

Segundo informações, o corpo do procurador teria sido encontrado por uma enfermeira responsável pela alimentação dos pacientes da clínica, por volta das 8h.

Após a enfermeira não obter respostas de Matheus aos seus chamados, ela tentou abrir a porta do quarto, que estava trancada por uma poltrona, recebendo ajuda de outros funcionários da clínica.

O local foi isolado para perícia e o caso é tratado como morte suspeita pela Polícia Civil do 11° Distrito Policial.

Relembre

Leia também:

Justiça fixa medidas cautelares a procurador que esfaqueou juíza

No dia 03 de outubro, Matheus teria conseguido acessar o prédio com sua carteira funcional, não passando por revista.

A razão da entrada seria para participar de um congresso de combate à corrupção à administração pública.

Após o evento, teria se deslocado para diversos gabinetes de desembargadores, encontrando a juíza Louise no gabinete do desembargador Paulo Fontes, já que estava substituindo o desembargador em férias.

Segundo testemunhas, o procurador teria desferido diversos golpes de faca na juíza, que conseguiu desviar da maioria, sofrendo apenas um corte no pescoço, enquanto o agressor gritava que estaria no local para acabar com a corrupção.

O procurador foi contido por um servidor e em seguida foi acionado a Polícia Federal e a Secretaria de Segurança Institucional do TRF.

Conduzido para a Polícia Federal, na Lapa, foi lavrado auto de prisão em flagrante.

No dia 05 de outubro a prisão preventiva foi substituída para internação provisória no Hospital das Clínicas, na Cidade de São Paulo.

A defesa do suspeito alegou, ainda no mês de outubro, que Matheus passava por perturbação mental, tendo sido determinado pelo juiz federal a transferência do procurador para a penitenciária Dr. José Augusto César Salgado, conhecida como P2 de Tremembé.

Já no mês de novembro, foi determinado a transferência do procurador para a clínica psiquiátrica.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Filipe Menezes (Redação)

Redator do Canal Ciências Criminais