- Publicidade -

Recebida denúncia contra mulher acusada de matar o amante com facão

- Publicidade -

O juiz da 3ª Vara dos Crimes Dolosos contra a Vida e Tribunal do Júri da comarca de Goiânia (TJGO) recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), contra Vanusa Lima da Cruz, mulher acusada de matar Erlan Correa da Silva, de 48 anos, com golpes de facão.

- Publicidade -

O crime teria acontecido na madrugada do dia 31 de outubro de 2020, em Goiânia. A acusada está presa preventivamente com fundamento na garantia da ordem pública.

Consta dos autos que, naquela noite de outubro, a denunciada teria se encontrado com Erlan, com quem mantinha um relacionamento amoroso, e, após ingerirem bebida alcoólica juntos por aproximadamente uma hora, se dirigiram à casa de Vanusa, que lá teria matado a vítima com vários golpes de facão na cabeça.

Após o homicídio, Vanusa teria transportado o corpo da vítima até o quintal com o auxílio de outra pessoa, colocando-o, em seguida, no interior de uma cama box, com muitos outros objetos.

- Publicidade -

Em seguida, de acordo com a denúncia recebida, com a finalidade de apagar eventuais vestígios de sangue do crime, a acusada teria lavado o piso e a parede da casa.

Para o magistrado Jesseir Coelho de Alcântara, que recebeu a denúncia, a materialidade delitiva está demonstrada por meio do inquérito policial e do laudo de exame cadavérico. Ainda segundo ele:

Os indícios de autoria que recaem contra a denunciada resultam dos elementos de convicção angariados durante o inquérito policial e na denúncia.

Na decisão, o magistrado pontuou que eventual liberdade da acusada nessa fase processual atenta contra a ordem pública e repercute de maneira danosa e prejudicial ao meio social. Nesse contexto, o juiz afirmou que:

“Desde a denúncia consta que a denunciada é violenta, ameaça pessoas, além de praticar roubos e se prostituir para adquirir drogas. Isto posto, demonstrada a gravidade da conduta dela e a periculosidade social.”

- Publicidade -

A ré terá sua condenação ou absolvição decidida por um Conselho de Sentença formado por sete jurados.

Leia também

STJ nega liminar em HC de técnico de enfermagem que torturou idoso


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

- Publicidade -

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Exame de DNA resolve caso de assassinato mais de 50 anos depois Justiça brasileira investigou Margarida Bonetti, mas nunca a encontrou Goleiro Bruno cria vaquinha online para pagar pensão Nova lei em Salvador define multa para quem assediar mulheres Justiça manda prender goleiro Bruno por não pagar pensão alimentícia