Noticias

Sargento do Exército é preso por suspeita de feminicídio

Suspeito de ter matado a ex-namorada Édrica Moreia, de apenas 19 anos, Edisandro de Jesus da Costa, 3º Sargento do Exército, de 32 anos, se apresentou com seu advogado no 2º Batalhão de Infantaria e Selva em Belém do Pará.

O Comando Militar do Norte informou, por meio de nota, que o sargento está em uma unidade prisional do Exército à disposição da Justiça.

A instituição reforça que não compactua com quaisquer atos de violência, repudia todos os tipos de desvio de conduta e irá acompanhar as investigações dos órgãos competentes.

De acordo com familiares da vítima, o Sargento não aceitava o fim do relacionamento. O fato foi confirmado mediante apresentação de uma medida protetiva contra o militar.

De acordo com as investigações, o crime aconteceu no dia 11 de novembro, enquanto Édrica voltava de uma lanchonete na companhia de uma amiga. Por volta das 22h, um homem saiu de um carro, anunciou o assalto e disparou contra as duas mulheres e, em seguida, fugiu sem nenhum pertence das vítimas. A vítima foi alvejada com três tiros e sua amiga com um.

Ambas foram socorridas, entretanto, Édrica não resistiu aos ferimentos.

O carro foi localizado na cidade de Abaetuba, no dia em que o sargento se entregou, na segunda-feira (22). A arma do crime foi encontrada e passará por perícia.

O delegado responsável pelo caso não informou o prazo para conclusão do inquérito.

Leia também

STJ: as causas suspensivas da prescrição demandam expressa previsão legal


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo