Noticias

Scanner da Polícia Federal detecta corpo dentro de contêiner no principal porto do Brasil; entenda

Na última quinta-feira (14), um scanner identificou um corpo humano dentro de um contêiner que havia sido declarado como vazio, no Porto de Santos. O navio que transportava esse contêiner havia sido atracado em Santos, litoral paulista, no domingo, dia 10. O embarque partiu do Porto de Tânger, no Marrocos.

Durante uma inspeção realizada pela Receita Federal, por meio de um scanner utilizado para detectar cargas ilegais, os agentes observaram a silhueta de uma pessoa. O terminal portuário comunicou a fiscalização aduaneira, que posteriormente acionou a Polícia Federal (PF) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

corpo
Corpo é encontrado dentro de contêiner. Imagem: Revista Oeste

Leia isso:

Advogada de réu pelo 8/1 não resiste e chora no plenário do STF

OAB exige investigação no caso do promotor que comparou advogada a cadela

Polícia Federal abre contêiner e constata a presença de um corpo

Conforme relatado pela Polícia Federal (PF), ao abrirem o contêiner, os agentes confirmaram que se tratava de um corpo humano em estado avançado de decomposição. Os agentes federais conduziram uma perícia minuciosa e iniciaram a abertura de um inquérito para investigar o caso.

Rota do navio

Segundo informações do portal de notícias G1, a Receita Federal esclareceu que o navio partiu de Cingapura, localizado na Ásia, e fez uma parada em Marrocos, África. O contêiner em questão deixou o porto marroquino em 1º de setembro.

No Brasil, a embarcação fez uma escala em Salvador antes de chegar ao Porto de Santos. No litoral paulista, o contêiner foi submetido a uma seleção na madrugada de quinta-feira, dia 14.

Porto de Santos sob constante vigilância

O Porto de Santos tem sido alvo de constantes investigações por causa da atuação do tráfico de drogas comandado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC).

A facção criminosa demonstra interesse em controlar o Porto de Santos devido à sua posição como o principal ponto de envio de cocaína para a Europa. Em entrevista à revista Oeste, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, revelou que o Primeiro Comando da Capital (PCC) localizou um bunker na região.

Estimativas do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) indicam que aproximadamente 60% de toda a cocaína enviada do Brasil para o outro lado do Oceano Atlântico tem Santos como ponto de partida, saindo da cidade no litoral paulista.

Fonte: Revista Oeste

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo