Noticias

Conheça o caso dos serial killers que matavam para ganhar na mega-sena

Dupla mortal: serial killers visavam fortuna na mega-sena através do assassinato

Gleudson Dantas Barros e Roberto Alves da Silva, cujas ações horrendas apavoraram a população cearense, foram condenados à prisão por crimes incluindo homicídio duplamente qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores. Barros foi condenado a 21 anos, 7 meses e 17 dias em regime fechado, enquanto Silva receberá uma sentença de 18 anos, 3 meses e 7 dias em um julgamento que deixou o Brasil em choque.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, a dupla executou ações mortais contra indivíduos selecionados aleatoriamente, mas com uma preferência macabra pelos vulneráveis. Estes crimes abomináveis não terminaram com o estudante cujo caso atraiu a atenção para os homens; acredita-se que mais três vidas foram tomadas por eles de maneira semelhante, com julgamentos ainda a ocorrer em relação a essas vítimas adicionais.

serial killers
Imagem: reprodução/ G1 Globo

LEIA MAIS:

Furto de armas do Exército: principais suspeitos já foram investigados e cerco se fecha contra os responsáveis

Alerta para genocídio: ONU acusa Israel de crimes contra a humanidade

Como os crimes sinistros ocorriam?

As descobertas feitas durante as investigações pintam uma imagem assustadora do modus operandi da dupla. Os serial killers atraíam suas vítimas para um sítio onde, de acordo com o delegado da Polícia Civil Marcos Sandro Lira, realizavam um ritual que incluía a violência final – um tiro na nuca da vítima.

O que levou a Polícia Civil aos serial killers Gleudson Dantas Barros e Roberto Alves da Silva?

A polícia conectou os pontos ao investigar a morte do estudante Jheyderson de Oliveira Chavier. Depois de passar cinco dias desaparecido, imagens de câmeras de segurança mostraram Chavier na companhia de Gleudson Dantas, levantando suspeitas sobre seu envolvimento. Esta pista levou à prisão e interrogatório do suspeito, resultando na descoberta chocante de mais três cadáveres no sítio.

Qual era o objetivo por trás desses assassinatos?

As declarações dos acusados e as descobertas no local do crime revelaram um elemento insólito na motivação por trás dos assassinatos: a esperança de ganhar na loteria Mega-Sena. Os serial killers acreditavam que, através dos homicídios, conseguiriam os números para vencer na loteria. “Eles diziam que o espírito das pessoas [assassinadas] estava aprisionado naquele sítio e que os espíritos fariam o que eles quisessem, inclusive iriam dar o número para vencer na Mega-Sena”, afirmou o delegado Sandro Lira.

O local de realização desses atos hediondos, a casa dos serial killers, foi apelidada pelos investigadores de “Casa da Morte”. Parte dos cadáveres eram utilizados para “ornamentar” um “altar satânico”, que era usado nos rituais macabros pelos criminosos.

serial killers
Imagem: reprodução/ HONÓRIO BARBOSA

Redação

O Canal Ciências Criminais é um portal jurídico de notícias e artigos voltados à esfera criminal, destinado a promover a atualização do saber aos estudantes de direito, juristas e atores judiciários.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo