Noticias

Thiago Galhardo faz apelo emotivo à CBF após ataque violento ao Fortaleza: ‘Só queremos voltar vivos’

Impressionantes declarações do atacante do Fortaleza, Thiago Galhardo, têm circulado nas redes sociais, após um grave incidente de violência envolvendo o ônibus do time. Na noite desta última quarta-feira (21), o ônibus da equipe sofreu um ataque ao retornar de um jogo contra o Sport. Em resposta a este incidente, Galhardo fez um desabafo contundente onde ele pontuou que os jogadores se arriscam a deixar suas casas para jogar futebol, e “só querem voltar vivos”.

"Thiago Galhardo faz apelo emotivo à CBF após ataque violento ao Fortaleza: 'Só queremos voltar vivos'"
Imagem: Reprodução

Leia mais:

Casos Daniel Alves: outros jogadores brasileiros acusados de violência contra mulher

Daniel Alves condenado por agressão sexual: Apoio de Neymar, detalhes do julgamento e mais

O desabafo de Galhardo

O desgosto do jogador foi profundamente sentido, expresso com paixão nas palavras que escolheu. Ele aproveitou a oportunidade para exigir uma ação da CBF na situação, desafiando-a a tomar uma “decisão branda” para proteger a integridade dos atletas. Impulsionado pelo comentário desrespeitoso que recebeu em sua conta do Instagram, no qual um usuário trivializava a situação vivenciada pelos jogadores do Fortaleza, Galhardo reagiu, repudiando a mensagem e lançando luz sobre a gravidade do incidente.

Detalhes do ataque

Segundo informações da Polícia Civil de Pernambuco, os danos iniciais mostram que os agressores lançaram explosivos e pedras contra a comitiva cearense. Como resultado do violento ataque, seis jogadores do Fortaleza ficaram feridos, incluindo o goleiro João Ricardo e o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar. Na manhã seguinte ao incidente, diversos clubes, inclusive o Sport e o Fortaleza, expressaram seu repúdio ao ocorrido.

Os atos de violência não apenas feriram fisicamente os jogadores, mas também tiveram um impacto significativo em sua confiança e bem-estar emocional. Mesmo entre as linhas confrontantes da competição, existe um respeito mútuo entre jogadores, treinadores e equipes, tornando este incidente ainda mais chocante e inaceitável.

Indo além das palavras e posturas habituais das conferências de imprensa, o desabafo sincero de Galhardo demonstra a humanidade por trás do profissionalismo no futebol. O desabafo destaca emocionalmente a urgente necessidade de proteger melhor os jogadores e garantir sua segurança. Agora, resta ver como a CBF responderá a esta forte chamada para ação, em um cenário de crescente violência no futebol brasileiro.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo