ArtigosMulheres Criminalistas

Uma homenagem às novas Advogadas Criminalistas

uma homenagem

Uma homenagem às novas Advogadas Criminalistas

Ela acorda bem cedo, espreguiça-se na cama, mais um dia…

Dá ordem às coisas como pode e sai.

No carro, pensamentos desordenados e a preocupação em dar conta de tudo.

A placa da porta do escritório indica seu nome bem diante dos olhos. Logo abaixo – Advogada Criminalista, como uma confirmação do porquê está ali.

Café, agenda, conferência dos prazos, mais café.

O peso dos processos pegos em carga, em direção à primeira audiência a desequilibram, fazendo-lhe lembrar o sapato de salto fino vermelho. Ainda assim, a pilha mantém-se alinhada nos seus braços. 

Na audiência, saudações respeitosas automatizadas. Cada um toma o seu lugar. O dela, ao lado do réu.

As telas dos computadores nas salas de audiências escondem simbologias subliminares. Localizadas diante do assessor do juiz, estas telas separam-na de quem acusa e de quem julga. 

Comarca de juiz substituto; a audiência se dá uma vez por semana. Pressa e a necessidade de cumprimento da longa pauta. 

Perguntas, formação da prova, pretensão acusatória e estratégias defensivas sendo expostas. Tudo transcorrendo aceleradamente, até o momento do registro das nulidades pela defesa.  

– Ah! Não, Doutora!!! 

Seus pensamentos são: a Defesa “atrapalhando” o bom andamento da pauta, fazendo demorar o almoço do juiz e promotor naquele dia.

Ela havia se preparado. Não se deixou abalar pelo tom que se instalara no ambiente. Foi lá e fez o que tinha de fazer. Exerceu o direito de defesa, calma e respeitosamente, consignando o que depois seria motivo de comemoração no recurso favorável ao seu cliente.


Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais?

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Autor

Mestre em Ciências Criminais. Professora de Direito Penal e Processo Penal. Advogada Criminalista.
Continue lendo
ArtigosDireito Penal

O Último Tango em Paris e a romantização da “cena” de estupro de Maria Schneider

Advocacia CriminalArtigos

A nomeação do advogado como curador no processo penal

ArtigosExecução Penal

A ressocialização na ótica do caso do goleiro Bruno 

ArtigosDireito Constitucional

Possibilidade de execução da pena após condenação em segundo grau de jurisdição

Receba novidades em seu e-mail